Cidadeverde.com

Manchester United derrota Chelsea e garante vaga na próxima Liga dos Campeões

Imprimir

O Manchester United garantiu vaga na próxima edição da Liga dos Campeões, ao vencer o Chelsea, por 4 a 1, nesta quinta-feira, no Old Trafford, em duelo atrasado válido pela 32ª rodada do Campeonato Inglês. 

O resultado serviu para o time ganhar moral para a disputa da final da Copa da Inglaterra, dia 3 de junho, contra o Manchester City. Já o time de Londres se afunda em grande crise.

O United alcançou os 72 pontos, na terceira colocação, superando o Newcastle (69). O Manchester City, campeão antecipado, acumula 89, seguido pelo Arsenal com 81. A última rodada será disputada no domingo.

O começo da partida apresentou duas equipes sem preocupação com a marcação. O Manchester United fez uma pressão nos primeiros minutos, mas tomou dois contra-ataques muito perigosos. Em um deles, Mudryk perdeu gol feito, ao errar feio na finalização. 

O United não perdoou e abriu o placar com Casemiro, com bela cabeçada, após cobrança de falta pelo lado esquerdo, aos seis minutos.

Aos 24, Antony tentou uma jogada individual e acabou sofrendo uma lesão no pé esquerdo. O jogador foi atendido no gramado, mas, com fortes dores, precisou ir para os vestiários de maca. O ex-atacante do São Paulo saiu de campo chorando e bastante aplaudido pelo público presente.

A fase do Chelsea, do técnico Frank Lampard, é muito ruim e nada dá certo. O time construiu duas belas jogadas, mas Havertz e Gallagher falharam incrivelmente na hora da finalização.

Mais uma vez o castigo do United não demorou e teve início com Casemiro, que fez ótimo passe na meia direita para Sancho, que, já dentro da área, só rolou para o complemento de Martial, aos 50 minutos.

O segundo tempo continuou com o mesmo panorama. O Chelsea, irresponsável, foi ao ataque, obrigou o goleiro De Gea a fazer três boas defesas, mas sofreu com a displicência de sua zaga. Desta forma, os anfitriões ampliaram a vantagem com folga.

Bruno Fernandes, de pênalti, fez o terceiro gol do United, aos 28 minutos, enquanto Rashford aproveitou falha na saída de bola do Chelsea para marcar o quarto gol, aos 33.

Se a marcação foi frouxa desde o início, no final virou uma 'pelada'. As equipes criaram mais chances de gol, mas o único a ter êxito foi João Félix, em bonita jogada individual, marcando o gol de honra do Chelsea, aos 44 minutos.

Fonte: Estadão Conteúdo

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais