Cidadeverde.com
Esporte

Real Madrid anuncia saída de Benzema após 14 anos

Imprimir

 

Chegou ao fim a histórica passagem de Karim Benzema pelo Real Madrid. O clube espanhol confirmou na manhã de domingo (4) os rumores que haviam ganhando força nos dias anteriores e anunciou o fim da vitoriosa parceria com o atacante francês de 35 anos -que, ao que tudo indica, está a caminho do Al Ittihad, da Arábia Saudita.

De acordo com o comunicado, diretoria e jogador concordaram em encerrar um "período brilhante e inesquecível". "O Real Madrid gostaria de demonstrar nossa gratidão e afeição por um jogador que já é uma de nossas maiores lendas", diz o texto publicado pela agremiação, que convoca para uma despedida ao atacante na próxima terça-feira (6).

Atual dono da Bola de Ouro -melhor do mundo, segundo a revista France Football, na temporada 2021/2022-, Benzema foi peça-chave nas conquistas do time nos últimos anos. Contratado em 2009, ainda aos 21, ganhou importância ao longo de quase uma década e meia extremamente vitoriosa até para os elevadíssimos padrões da agremiação.

Revelado pelo Lyon, Karim chegou ao Real no mesmo ano em que foi contratado Cristiano Ronaldo, então o jogador mais caro do mundo. Até 2018, quando o português se transferiu para a Juventus, funcionou como uma peça acessória de (altíssimo) luxo para o companheiro, com quem conquistou quatro vezes a Champions League.

Com a saída de Cristiano, o francês de origem argelina assumiu o comando do ataque. Já tinha a confiança para referir-se a si mesmo como um carro de F1, em comparação a concorrentes que eram karts. Viveu sua melhor temporada mesmo em 2021/22, bastante decisivo na conquista de mais um título europeu.

Benzema se despede do Real Madrid com 25 títulos, algo que nenhum outro atleta jamais alcançou. Além das já referidas cinco edições da Liga dos Campeões que venceu, triunfou cinco vezes no Mundial de Clubes, quatro na Supercopa da Europa, quatro no Campeonato Espanhol, três na Copa do Rei e quatro na Supercopa da Espanha.

Enquanto levantava essas taças, o atacante se tornou a quinta pessoa que mais vestiu a camisa da equipe, com 647 partidas. Com 353 gols de branco, ele só marcou menos gols do que o velho companheiro Cristiano Ronaldo (450), que hoje defende o Al Nassr e agora deverá ser seu rival na Arábia Saudita.

 

Fonte: Folhapress 

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais