Cidadeverde.com

Construção da PI-392, a “Rodovia da Soja”, segue em ritmo acelerado, afirma DER

Imprimir

Fotos: Ascom/DER 

A Rodovia da Soja, um dos mais importantes corredores de escoamento da produção agrícola do sul do Piauí, segue na sua última etapa de construção. O Departamento de Estradas de Rodagem do Piauí (DER-PI) executa o projeto de pavimentação da rodovia PI-392, no trecho que compreende desde a sede da Bunge Alimentos e se estende até a Fazenda Brejo Seco. A extensão total da construção é de 53 km com investmento de R$ 94 milhões. 

“Essa grande rodovia está a todo vapor, 53 km da PI-392 saindo ali da Bunge, passando por diversas fazendas, chegando até a Fazenda Brejo Seco. É a última etapa da PI-392, uma das rodovias que compõem o Anel Rodoviário da Soja, que é formado pela PI-247, a Transcerrados, que inauguramos há pouco tempo, com 236 km, com o governador Rafael, e também pela PI-392 e, por fim, a BR-330, que é uma obra importante daquela região e está inserida no PAC do governo federal”, destacou o diretor geral do DER-PI, Leonardo Sobral, em entrevista ao Notícia da Manhã.

Esse trecho vai passar pelo entroncamento da rodovia federal BR-330. Os recursos são do governo do estado e do governo federal.

“É um esforço conjunto para permitir que o plano de metas do governador Rafael Fonteles atinja o ideal de destaque na produção agrícola na região dos Cerrados, que já conta com a presença de modelos de agricultura moderna e de grandes empresas do agronegócio instaladas”, acrescentou Leonardo.

A construção da rodovia no meio dos Cerrados piauienses vai contemplar etapas de pavimentação, drenagem e sinalização. A previsão de finalização da obra é para dezembro deste ano.

Confira a entrevista completa com o diretor geral do DER, Leonardo Sobral: 

 

Da Redação 

Você pode receber direto no seu WhatsApp as principais notícias do CidadeVerde.com
Siga nas redes sociais