Cidadeverde.com
Geral

Criança morre queimada no HUT; mãe denuncia caso

Imprimir
A dona de casa, Damiana Santana Pereira Costa, se desesperou na madrugada desta quinta-feira(23), após saber que seu filho, Isack Salis Pereira Costa de apenas seis meses, havia falecido na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) do Hospital de Urgência de Teresina (HUT). Ao receber o corpo percebeu que o filho apresentava queimaduras.
 

Damiana recebeu o filho, por volta das 4h40 da manhã, com queimaduras pelo corpo: braço, perna e nas costas. "Ele não tinha essas queimaduras quando entreguei ele aos médicos da UTI", enfatizou a mãe.

Segundo Damiana, o filho havia dado entrada com vômito e febre no último sábado às 13 horas. “Pouco tempo depois de estar no soro, ele começou a inchar e a doutora disse que ele estava com o fígado inchado. A médica disse que era normal ele inchar por causa do soro e ele porque ele não estava urinando”, explicou a mãe.
 

Isack teria dado entrada na madrugada do domingo na UTI. E a mãe disse que sempre o visitava. Ontem foi vê-lo e ele teria apertado seu dedo. “Amarraram as mãos dele porque, segundo os médicos, ele estava tirando os aparelhos”.

Para a mãe, os médicos disseram que as queimaduras foram conseqüência de uma bolsa térmica que colocaram no corpo de Isack para aquecê-lo.

“Quem já viu salvar matando? Ele não suportou essas queimaduras, doente como estava, nem eu suportaria, meu Deus!”, gritava a mãe.
 
 
 
 
De acordo com Damiana, o atestado de óbito indica falência múltipla dos órgãos. “Disseram que o coração dele tinha aumentado, que o pulmão não estava funcionando mais. Como, se ele estava só com vômito?”, questionava a mãe.
 
Damiana é mãe de seis filhos e mora em Lagoinha do Piauí. Veio a Teresina para tratar do filho.
 
NOTA HUT:
 
A direção do HUT enviou nota ao Cidadeverde.com, afirmando que todos os procedimentos foram feitos para salvar o bebê. Segundo a nota, Isack deu entrada com infecção no coração e insuficiência renal aguda.
 
Veja nota na íntegra:
 
O Hospital de Urgência de Teresina Dr. Zenon Rocha lamenta o falecimento de I. S. P. C. De seis meses.
 
O Hospital informa que todos os procedimentos possíveis pela medicina foram realizados por sua equipe médica.
A criança deu entrada neste Hospital no dia 18 de julho de 2009 às 14h em estado grave. Foi atendida pela equipe de pediatras e intensivistas que diagnosticaram uma infecção no coração (endocardite) e insuficiência renal aguda. Após o diagnóstico ele foi internado na UTI Pediátrica para que o tratamento fosse iniciado. Todos os procedimentos possíveis foram tomados.
I.S.P.C. veio a óbito às 04h30 de hoje, 23, confirmando Sepsemia (infecção generalizada) como sendo a causa da morte.
 
Coletiva à imprensa
 
A direção do HUT convocou a imprensa para uma coletiva ao meio-dia, sobre o caso.
 


Caroline Oliveira
[email protected]
Tags:
Imprimir