Cidadeverde.com
Entretenimento

Em show, Marina Lima diz que “tem orgulho do Piauí”

Imprimir
A cantora Marina Lima põe fim neste sábado o boato de que rejeitava sua origem piauiense. Pelo menos no show em Teresina – para 5 mil advogados e convidados - a cantora fez questão de lembrar para a platéia que é também “filha do Piauí”.
 


“Tenho muito orgulho do Piauí. Aqui tem o melhor ensino do País (lembrando o resultado do Enem de 2008) e todo mundo ficou de queixo caído. Parabéns ao Piauí”, disse a cantora ao iniciar show fechado para advogados no pátio da OAB.

Segurando um violão vermelho, vestida em short e meias pretas, Marina Lima insiste: “Meus pais são do Piauí. Tenho ligação com o Nordeste. Nasci em Campo Maior e sou da família Burlamarque Correia Lima”, disse.

Em seguida canta a música “Beija flor” (eu vou nas asas de um passarinho, eu vou nos beijos de um beija-flor)- de Xexéu e Zé Raimundo, e diz que é em homenagem ao Nordeste. Ela tenta dançar o xaxado e desiste anunciando ao microfone: “danço mal”.
 

 

No show, Marina se emocionou ao falar do pai, um assunto bastante reservado, já que a morte dele levou a cantora a entrar em depressão e logo depois perder a voz. “É muita honra estar aqui fazendo uma festa para os advogados. Meu pai estudou Direito, o nome dele era Evaldo”, disse com a voz embargada. “Minha mãe me ligou e tenho uma relação afetiva com o Piauí. Pra vocês que não me esqueceram um beijo”, disse a cantora na despedida.

Marina Lima fez um show com apanhado de seus maiores sucessos como “Fullgás”, “Francesa”, “Me Chama” e cantou Robert Carlos e ainda uma música tecno. O show durou cerca de uma hora. Em Teresina, ela não deu entrevista mesmo com a insistência dos jornalistas e não esqueceu de falar do calor: “Não achei tanto calor aqui. Vocês estão com mania de perseguição. Não tá quente não”, disse Marina.


 


 
Veja mais:
 

Flash Yala Sena
yalasena@cidadeverde.com
Tags:
Imprimir