Cidadeverde.com
Política

Videoconferência mostra violência contra mulher

Imprimir
O presidente da Assembléia Legislativa, deputado Temístocles Filho (PMDB), participa hoje (15) da Videoconferência que mostra a realidade da violência contra as mulheres no Estado do Piauí e a Itália. Trata-se de uma cooperação técnica com a cidade italiana de Turim com objetivo de oferecer atendimento jurídico, cooperação técnica e psicossocial.
 

 
Isso foi possível após a visita da secretária Gilvana Gayoso, de Assistência Social e Cidadania, em maio, para conhecer as ações do Governo da Itália. A partir daí foi assinado um termo de cooperação técnica com o Governo do Piauí. Hoje, o Piauí mantém a Casa de Abrigo Mulher Viva, o Centro de Referência Francisca Trindade e o Projeto Acolher, todos, para o atendimento das mulheres vítimas da violência.
 
Na Casa de Abrigo Mulher Viva o Governo do Estado mantém 32 mulheres e 73 crianças com recursos federais e do Governo Estadual. Já este ano houve intercâmbio do Piauí com a cidade de Turim (Itália) através de três videoconferências sobre atendimento a dependentes químicos. 
 
Participam dos debates representantes da Defensoria Pública do Estado, do Núcleo de Pesquisas da Universidade Federal, da Secretaria de Segurança Pública e da União de Mulheres Piauienses.
 
DEFENSORIA PÚBLICA – Lia Medeiros, da Defensoria Pública, disse que foram atendidas no passado 254 mulheres, no primeiro atendimento, todas vítimas de violência no Piauí.
 
Este ano foi registrado um homicídio seguido de suicídio, em Teresina. Atualmente, funcionam em Teresina três Delegacias da Mulher e cinco Delegacias no interior do Estado. Em 2009 até julho, foram registrados 166 atendimentos de violência contra as mulheres. Também funciona no Piauí, desde 2004, o Núcleo de Defesa da Mulher.
 
O governador Wellington Dias assinou, este ano, com o Governo Federal um convênio no valor de R$ 120 mil para a política de atendimento às mulheres vítimas da violência no Piauí. O Governo do Estado apresentou uma proposta para a instalação do Núcleo de Defesa da Mulher nos municípios de São Raimundo Nonato, Parnaíba e Campo Maior. Também foi enviado um projeto para a ampliação do Conselho Estadual de Defesa da Mulher.
 
Da Redação
Tags:
Imprimir