Cidadeverde.com
Geral

Auto-exame não é melhor forma de prevenir câncer

Imprimir

Uma pesquisa encomendada pela Femama (Federação Brasileira de Instituições Filantrópicas de Apoio à Saúde da Mama) ao Instituto Datafolha revelou que as mulheres brasileiras precisam receber informações mais completas sobre o câncer de mama.

Na pesquisa, o câncer de mama foi o tipo mais lembrado pelas mulheres, por outro lado, 82% das entrevistadas apontaram o auto-exame como a melhor forma de se prevenir. A mamografia foi lembrada por apenas 35% das entrevistadas.

Se tocar é importante, mas não é a forma mais indicada para diagnosticar a doença, pois, geralmente, a mulher só consegue apalpar o tumor em estágios avançados. “É mais fácil curar um tumor do tamanho de uma acerola do que do tamanho de uma manga”, explica o mastologista Luiz Airton. A mamografia é um exame seguro porque “espalha a mama” sendo possível a visualização de tumores pequenos, impossíveis de serem tocados. Quando detectado no inicio, as chances de cura da doença são de 95%.

A missão do Outubro Rosa é justamente essa: “jogar luz” sobre um problema que ainda assusta as mulheres. O movimento é internacional e pretende mostrar para as mulheres a importância do exame das mamas. Em Teresina, as ações são realizadas pela Fundação Maria Carvalho Santos (entidade filantrópica de apoio aos portadores de câncer de mama).

No dia 3 de outubro, 500 vão ser examinadas gratuitamente na sede da Fundação. Pacientes com mais de 40 anos que nunca fizeram uma mamografia vão ganhar o exame.

Além disso, a igreja São Benedito vai ser iluminada de rosa como uma forma de lembrar às mulheres a importância de se procurar um médico mastologista.
 
Da redação
Tags:
Imprimir