Cidadeverde.com
Entretenimento

Escola da Vila da Paz vence semifinal e homenageia Pe Pedro

Imprimir

Sem errar nenhuma questão, a escola Nossa Senhora da Paz, da Vila da Paz em Teresina, foi a vencedora da gincana "Piauí, eu conheço essa história" deste sábado (26). Com a vitória, a escola quebra o favoritismo dos colégios do interior.
 

Os vencedores Igor Torres, 18 anos, Maria Nogueira, 16 anos, Antonia Gonçalves, 17 anos, Antonio Rômulo Souza, 17 anos e Iago Menor, 18 anos, foram recebidos pelos colegas com grande alegria. "A gente queria agradecer de forma especial ao padre Pedro Balzi, idealizador da obra religiosa e social da Fundação Nossa Senhora da Paz", disse Igor.
 

Mas, o Patronato Nossa Senhora de Lourdes, de Campo Maior (78 km de Teresina) não deixou a vitória fácil para a Nossa Senhora da Paz. Ela só errou uma pergunta sobre os confrontos pela posse de terra que acontecem no Piauí. Ao invés de responderem que "além das terras, os colonizadores vieram em busca de riquezas minerais" eles disseram que "o MST atua como sesmeiros, pois ocupa terras alegando serem improdutivas".
 
  
 
 
Para Marcos Vinícius Rezende, 18 anos, essa era uma questão simples e o erro foi apenas falta de atenção. Ele teve a companhia dos colegas Jainara Rayane Pereira, 18 anos, Suzane Rocha Barbosa, 17 anos, Jadson Silva Teixeira, 17 anos e Jéssica Gadelha Moraes, 16 anos.
 

 
A Unidade Escolar São Sebastião, de Tanque do Piauí (211 km de Teresina), errou três questões. Primeiro, os estudantes responderam que a instalação de fazendas pela família Borges Leal retratava o processo da economia piauiense, quando representava a origem de alguns núcleos urbanos do Estado.
 

 No segundo erro, a escola de Tanque do Piauí foi questionada sobre o rio Parnaíba. A pergunta queria a resposta incorreta. Eles apontaram a letra errada que dizia: "contribui para o progresso e riqueza da região, pois possui a Usina Presidente Castelo Branco". No entanto, a resposta correta era "a sua bacia hidrográfica ocupa apenas terras piauienses e maranhenses".
 

A pergunta que tirou a escola São Sebastião definitivamente da disputa foi sobre as expedições organizadas pelos naturalistas Johann Von Spix e Carl Von Marthius com o objetivo de conhecer o interior do país e as populações isoladas, no século XIX. Os  estudantes disseram a resposta errada que os responsáveis pelas expedições eram Maurício de Nassau e Conde D'Eu.
 
 
 
Segundo Gabriela Leal, 17 anos, as vencedora ganhou por mérito. "É melhor a dor de não ter vencido do que a vergonha de não ter lutado", disse a estudante, com orgulho de ter representado sua escola. Estiveram com ela os alunos Fernanda Souza, 17 anos, Josiane Nunes, 16 anos, Orlean Mota, 18 anos e Francisco José Lustosa, 17 anos.
 

 O próximo programa acontece dia 10, pois sábado seguinte será a prova do Enem. Participam da semi-final as escolas Estado de São Paulo, de Teresina, José Narciso da Rocha, de Piripiri (157 km de Teresina), que teve a segunda melhor nota do Piauí no Enem e a escolas Ensino Médio Agostinho Brandão, de Cocal dos Alves (262 km de Teresina).
 
Nayara Felizardo
(Especial para o Cidadeverde.com)


Tags:
Imprimir