Cidadeverde.com
Esporte

Cartolas de São Paulo e Corinthians admitem fechar ano sem reforços

Imprimir
Corinthians e São Paulo vivem um fim de ano totalmente diferente do que ocorrera na temporada passada, quando anunciaram 'pacotões' de reforços. Agora, o mercado está restrito e dirigentes dos dois clubes admitem fechar 2010 sem novidades.

Em dezembro de 2009, foram 11 atletas contratados pelos arquirrivais – Roberto Carlos, Ralf, Tcheco, Danilo e Iarley assinaram com a equipe de Parque São Jorge, enquanto Xandão, Andre Luis, Carlinhos Paraíba, Léo Lima, Marcelinho Paraíba e Fernandinho foram para o Morumbi.

Um ano depois, as boas notícias são escassas. O Corinthians anunciou o zagueiro Wallace, que caiu com o Vitória para a Série B, como único reforço para 2011. Já o São Paulo ainda não oficializou nenhuma aquisição, embora o lateral-esquerdo Juan, ex-Flamengo, já esteja apalavrado.

E tudo indica que esta última semana de 2010 continuará sem novidades.

“A época não favorece. As pessoas estão ligadas a festas, saem para viajar, é assim também com jogadores, dirigentes e empresários. Todos são componentes importantes do mercado, e as negociações ficam adiadas para um momento posterior, no começo do ano”, declarou o vice-presidente de futebol são-paulino, Carlos Augusto de Barros e Silva, o Leco, em entrevista à Rádio Bandeirantes.

Discurso parecido foi adotado pelo novo diretor de futebol do Corinthians, Duílio Monteiro Alves. “Acho que fica para janeiro. Não há nada previsto para este ano.”

O cartola preferiu elogiar o elenco atual do técnico Tite. “O Corinthians hoje tem um grande time. Temos um bom grupo e precisamos de três ou quatro atletas”, apontou Duílio.

Dois nomes que estavam na pauta do clube alvinegro eram Adriano e Cristian. Ambos, porém, não serão liberados por Roma e Fenerbahce, respectivamente. O meia Marcinho já combinou os salários com o presidente Andrés Sanchez, mas precisa da liberação do Qatar S.C. para voltar ao Brasil.

Outro meia, Alex também precisa obter um empréstimo junto ao Spartak, da Rússia. Willian, do Figueirense, é mais um atleta na mira, só que sem acordo financeiro ainda.



No São Paulo, Juan(foto) está próximo de assinar contrato. “É um nome próximo. Com ele as coisas estão resolvidas. A única pendência é que combinamos que se ele receber uma proposta do exterior até o fim do ano abdicaríamos da sua contratação. Se isso não acontecer, será anunciado pelo São Paulo”, informou Leco.

A diretoria trabalha para adquirir um camisa 10, solicitação de Paulo César Carpegiani. Os nomes comentados são Alex, do Fenerbahce, e Wagner, do Lokomotiv. O primeiro só pode deixar a Turquia em maio, enquanto o segundo é caro - o time paulista teria de desembolsar 2,5 milhões de euros (R$ 5,5 milhões) por seus direitos econômicos.


Fonte: Uol

Imprimir