Cidadeverde.com
Política

Prefeitos são presos acusados de desvios de verba pública

Imprimir

Atualizada às 11h43


Agentes da Polícia Federal estão neste momento no gabinete da deputada estadual Ana Paula (PMDB), na Assembleia Legislativa.



Atualizada às 11h38


O advogado Lúcio Tadeu confirmou agora que foram presos o prefeito de Landri Sales, Joedson Alves Rodrigues, e sua mãe, Juraci; a prefeita de Eliseu Martins, Teresinha de Jesus Miranda Dantas Araújo, e o filho dela, chamado Marcelo.


Lúcio Tadeu é o advogado desses acusados e está na sede da PF.



Atualizada às 11h25


Em nova nota, a PF afirmou que a Operação Geleira vasculhou documentação em 12 prefeituras, câmaras municipais, em gabinete parlamentar na Assembleia Legislativa, empresas, escritórios de contabilidade e residências dos investigados.


Entre os presos estão, prefeitos e ex-prefeitos, assessores, servidores públicos, empresários e lobistas. Foram cumpridos os 84 mandados de busca e apreensão e 30 de prisão temporária, dos quais 7 foram contra prefeitos e 2 contra ex-prefeitos. Os mandados foram expedidos pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília.


Ainda segundo a nota, a rede criminosa tinha como especialidade a prática dos crimes de falsificação de documentos públicos, constituição de empresas fantasmas, emissão de notas fiscais frias, apropriação de recursos públicos federais e municipais, sonegação fiscal, lavagem de capitais, dentre outros.


Foram apreendidos veículos, computadores e vasta documentação que comprovam as fraudes, segundo a polícia federal.


Atualizada às 11h10


Na região de São Raimundo Nonato foram presas três pessoas na Operação Geleira, desencadeada na madrugada de hoje (19) pela Polícia Federal.


Segundo o correspondente da TV Cidade Verde na região, Carlos Eduardo Sousa, foram presos o prefeito de Caracol do Piauí, Isael Macedo Neto, prefeito de Várzea Branca, João Dias Ribeiro, conhecido como João Melancia.


O terceiro preso é Aurimar Borges do Nascimento, conhecido como Baiano, preso em São Raimundo Nonato, revendia remédios para as prefeituras.


Todos serão trazidos para Teresina de avião.



Atualizada às 09h27


Thiago Amaral/Cidadeverde.com



A todo momento chegam à sede da PF pick ups com policiais federais, documentos e presos. Os carros descaracterizados chegam com os porta-malas abertos, cheios de pastas e documentos.







Os presos serão ouvidos, depois encaminhados para exame de corpo de delito no IML e depois encaminhados aos presídios.







Foram disponibilizados aviões para trazer os presos das cidades mais distantes.





A movimentação de advogados, parentes e da imprensa já é grande na sede da PF.





Veja a nota oficial da PF


"NOTA  À IMPRENSA


A Polícia Federal no Piauí comunica que, em ação conjunta com a Controladoria Geral da União-CGU e do Ministério Público Federal,  na manhã de hoje (19/01) deflagrou a “Operação “Geleira”, na qual há participação de 325(trezentos e vinte e cinco) policiais federais de vários Estados e 28(vinte e oito) servidores da Controladoria Geral da União-CGU, objetivando dar  cumprimento a 84(oitenta e quatro) Mandados de Busca e Apreensão e 30(trinta) de Mandados de Prisão na Capital e no interior do Estado do Piauí com a finalidade de desarticular uma rede criminosa especializada na comercialização de notas fiscais frias e desvio de recursos públicos de prefeituras do interior do Estado do Piauí.
                                       

Maiores informações serão fornecidas no decorrer desta manhã, bem como informa ainda que será fornecida uma entrevista coletiva no auditório desta Regional para repassar todos os números da operação.


Teresina/PI, 19 de janeiro de 2011."



Atualizada 09h10

Já estão detidos na sede da Polícia Federal Weslei Cardoso da Silva, Genivaldo Campelo da Silva, Valdir Campelo da Silva, gestora da prefeitura de Elesbão Veloso, Esmêndia Gomes da Silva, e o prefeito de Miguel Leão, Bismarck Santos Area Leão.



Valdir Soares, prefeito de Uruçuí


Atualizada às 09h47


Os prefeitos e gestores municipais presos na Operação Geleira já começam a ser transferidos para a sede da Superintendência da Polícia Federal em Teresina. Cerca de 28 servidores da Controladoria da União acompanham as buscas a documentos, dando suporte aos agentes que investigam a comercialização de notas fiscais frias e o desvio de recursos públicos.


Segundo a assessoria de imprensa da PF, 325 policiais federais integram a operação, dando cumprimento a 84 mandados de busca e apreensão e 30 mandados de prisão contra gestores públicos na capital e no interior.


Atualizada às 09h34


Dentre os 30 mandados de prisão que estão sendo cumpridos está o do prefeito de Miguel Leão, Bismarck Area Leão (foto) e a prefeita de Elesbão Veloso, Esmêndia Gonçalves. 





Além dele, Chico Filho (foto abaixo), ex-prefeito de Uruçuí e atualmente chefiando o Emater, e o prefeito atual, Valdir Soares, também foram presos. Os agentes da PF encontraram notas frias. Desde 2008 a Polícia Federal está fazendo investigação, inclusive utilizando escutas telefônicas.


Thiago Amaral/Cidadeverde.com



Atualizada às 08h00


A Polícia Federal deflagrou na madrugada de hoje (19) a Operação Geleira no Piauí. Será dado cumprimento a 84 mandados de busca e apreensão e 30 mandados de prisão em várias cidades do Piauí. A operação se concentra em prédios públicos e investiga corrupção e desvio de recursos públicos em prefeituras em várias cidades do Estado.



Marco Antonio Farias, superintendente da PF no Piauí




Dois delegados e 15 agentes da Polícia Federal cercam, desde as 5h30 da manhã de hoje (19), os prédios da prefeitura e da Secretaria de Saúde de São Raimundo Nonato.


De acordo com o correspondente da TV Cidade Verde, Carlos Eduardo Sousa, os agentes procuram documentos nos locais. O secretário de Saúde do município, Valdivan Soares, foi acordado para que pudesse abrir o prédio.


A assessoria de imprensa da PF marcou para as 11h de hoje uma entrevista coletiva.


Aguarde mais informações


Leilane Nunes, Caroline Oliveira e Yala Sena
[email protected]

Imprimir