Cidadeverde.com
Política

Prefeitos e empresários presos na Operação Geleira já estão soltos

Imprimir

Muitos dos prefeitos e empresários presos na Operação Geleira já foram soltos, como é o caso dos prefeitos de Uruçuí, Caracol e Landri Sales. O prazo da prisão temporária acabou e a Polícia Federal não pediu renovação.









Valdir Soares (Uruçuí), Isael Macedo (Caracol) e Joedson Alves Rodrigues (Landri Sales), além dos empresários Valdir e Genivaldo Campelo, foram liberados por volta da meia noite de ontem (23).



Valdir Soares, prefeito de Uruçuí



Os advogados Alexandre Nogueira, Lúcio Tadeu e Nazareno Thé, que defendem os presos liberados, participaram por telefone do Notícia da Manhã e comentaram a soltura. Para eles, é uma consequência natural do inquérito, já que os presos colaboraram com os depoimentos e não obstruíram o trabalho da Polícia Federal.


Porém, o advogado Nazareno Thé, que defende o prefeito de Landri Sales e sua mãe, classificou as prisões como desnecessárias. 


"Eles passaram cinco dias presos para quê? Para dar uma demonstração à população de que os órgãos policiais são eficientes? Precisa ficar prendendo pessoas? Não tinha nenhuma necessidade. Não aconteceu absolutamente nada que justificasse essa prisão", comentou Nazareno.


Thiago Amaral/Cidadeverde.com




O chefe da Controladoria Geral da União no Piauí, Luíz Fernando Menescal, afirmou que a investigação entra agora na segunda fase, de análise dos documentos apreendidos. "É um material volumoso e o esforço é para encerrar essa análise no menor tempo possível", explicou.


Luíz Fernando Menescal avisou ainda que dependendo das informações que forem encontradas nessa documentação, a Controladoria poderá fazer auditorias nas prefeituras investigadas.



Leilane Nunes
[email protected]

Imprimir