Cidadeverde.com
Economia

Sebrae lança edição 2011 do Casa Piauí Design com atração nacional

Imprimir

O Sebrae lançou o projeto da edição 2011 do Casa Piauí Design. Este ano, está confirmada a participação do designer Marcelo Rosenbaum. O convidado vai proferir palestra no evento, além de ser julgador do concurso da mostra, que acontece de 18 a 30 de julho, na Praça de Eventos do Teresina Shopping.



A novidade foi anunciada durante o lançamento do evento, por Mário Lacerda, diretor superintendente do Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas, Sebrae no Piauí. A solenidade contou com a participação os artesãos, arquitetos, designers e decoradores.

“A Casa Piauí é um projeto muito importante para o desenvolvimento do artesanato do Estado. Este ano, através de importantes parcerias, conseguimos viabilizar a participação do designer Marcelo Rosenbaum na mostra. Rosenbaum é um profissional de vanguarda na área do design. Esperamos que o evento seja vitorioso, engrandecendo mais ainda o artesanato do Piauí”, disse o diretor superintendente do Sebrae no Piauí, Mário Lacerda.

Outra grande novidade desta edição é que a premiação das peças será por tipologia. Os vencedores ganharão consultorias ou oficinas de design com duração de quarenta horas. Entre os critérios a serem considerados no julgamento das peças estão grau de inovação, qualidade percebida, adequação ao mercado, ambiental e cultural.

Entre os objetivos da Casa Piauí estão a integração de artesãos, arquitetos, designers e decoradores; a abertura de novos mercados para o artesanato piauiense, o aumento da qualidade e competitividade dos produtos, e a inovação tecnológica de processos e produtos.

Projeto arquitetônico da mostra
O arquiteto Gualberto Júnior apresentou a estrutura da mostra, que esse ano terá como cenário uma casa, com três galerias, salas de jantar e estar, cozinha e jardim. O projeto foi bastante elogiado por todos os presentes.

“Pensamos em sair do ambiente frígido de exposição. Foi quando desenvolvemos esse projeto da casa, que terá quatro tipos de piso: grama, ladrilho hidráulico, madeira e carpete. A ideia é aguçar a percepção tátil dos visitantes. Os objetos criados para a mostra estarão compondo os diversos ambientes da casa, nos locais para os quais se destinam”, disse o arquiteto.

Gualberto Júnior adiantou ainda que as paredes serão, em sua maioria, brancas. “Teremos apenas algumas paredes em tons mais fortes para destacar as peças. Apesar da existência de paredes, o projeto tem permeabilidade visual, para não confinar os visitantes. O jardim será coberto por uma pérgola de pau de pombo, dando mais riqueza visual a esse espaço”, acrescentou.

Da Redação
[email protected]

Imprimir