Cidadeverde.com
Geral

Setut acionará estudantes por 10 ônibus depredados em atos

Imprimir
Estudantes devem retornar nesta quarta-feira (31) para a avenida Frei Serafim, Centro de Teresina, no terceiro dia de protestos contra o aumento da passagem de ônibus. uma página na rede social Facebook, com mais de três mil inscritos, anuncia na internet que uma nova manifestação está marcada para 11h, no cruzamento com a rua Coelho de Resende. O movimento confirma ainda novo ato na quinta-feira, desta vez em frente à Prefeitura.

Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com

Enquanto a Prefeitura de Teresina não se posiciona, a reação do Sindicato das Empresas de Transportes Urbanos de Passageiros de Teresina - Setut - é defender o patrimônio. O presidente da entidade, Herbert Miúra, informou ao Cidadeverde.com que os manifestantes que depredaram veículos serão acionados criminalmente. Nos dois primeiros dias de movimento, as empresas contabilizam mais de 10 ônibus danificados. 

"Estamos identificando em fotos e filmagens a ação dos manifestantes. Vejo essa manifestação com muita tristeza", diz Miúra, que contesta o protesto. "Se a pessoa não gosta do supermercado você deixa de comprar no supermercado. Se ele não está gostando do sistema de ônibus que ele procure outro meio de transporte e não ficar depredando o patrimônio. Qualquer manifestação é legítima. Agora não pode é virar vandalismo".


Tanto o Setut como a Superintendência de Transportes e Trânsito de Teresina - Strans - negaram que os ônibus irão deixar de circular em caso de novo protesto. Segundo a Strans, o percurso das linhas foi desviado da Frei Serafim para as vias paralelas à avenida e agentes foram deslocados para orientar motoristas e passageiros sobre a mudança.

Matérias relacionadas

Noite adentro
A manifestação desta terça-feira começou por volta de 10h e se alongou até o início da noite. Quando foi ateado fogo em um pneu na rua Pires de Castro, policiais militares da tropa de choque chegaram ao local. Ao contrário de segunda-feira, não houve confronto. Os estudantes cantaram o Hino Nacional em frente aos PMs e outros gritos de guerra. Depois, se deslocaram até a avenida Miguel Rosa, por onde os ônibus faziam desvio. 


O protesto é contra o reajuste da passagem de ônibus de R$ 1,90 para R$ 2,10, assinado em decreto da última sexta-feira e que começou a vigorar já no sábado. A PMT alega que a planilha previa R$ 2,14 enquanto o Setut pretendia R$ 2,20.

Os estudantes passaram pela manhã na Prefeitura de Teresina, que divulgou imagens de vidros quebrados e ovos e tomates atirados contra o Palácio da Cidade.

Fotos: Semcom/PMT

Na Frei Serafim, ônibus foram pichados e carros impedidos de continuar seu trajeto. No meio do protesto, um policial civil foi preso acusado de atirar spray de pimenta em quem estava a sua frente, inclusive na tenente-coronel Júlia Beatriz Pires de Almeida, responsável na Polícia Militar por gerenciamento de crises. Pelo menos um manifestante também foi detido. 

Fotos: Thiago Amaral/Cidadeverde.com


Jordana Cury (especial para o Cidadeverde.com)
Fábio Lima (da Redação)
Imprimir