Cidadeverde.com

Justiça determina o funcionamento de leitos de UTI Covid em Parnaíba

  • hospital5.jpg Ascom/prefeituradeParnaiba
  • hospital4.jpg Ascom/prefeituradeParnaiba
  • hospital3.jpg Ascom/prefeituradeParnaiba
  • hospital2.jpg Ascom/prefeituradeParnaiba
  • hospital1.jpg Ascom/prefeituradeParnaiba

A Justiça deu um prazo de 10 dias para o governo do estado e a Prefeitura de Parnaíba instalem leitos de UTI para Covid-19 nas unidades de saúde da cidade.

A decisão é da juíza Anna Victoria Muylaert Saraiva Salgado, da 4ª vara da comarca de Parnaiba, diante da rede hospitalar funcionar no limite com ocupação de leitos em 100%. A ação foi impetrada pelo Ministério Público Estadual. 

A magistrada determina que o estado e a prefeitura instalem no mínimo 20 novos leitos. A liminar foi expedida no início da tarde desta segunda-feira(15).

Ela também impõe a manutenção dos leitos enquanto perdurar o estado de calamidade pública, em decorrência da pandemia do novo coronavírus, os quais, a partir da necessidade, poderão ter seu quantitativo ampliado, independente de novo ato judicial. 

Segundo a decisão, o descumprimento da decisão pode acarretar para os requeridos multa diária no valor de R$ 25 mil limitado a R$ 500 mil.

Atualmente, Parnaíba só tem o Hospital Estadual Dirceu Arcoverde (HEDA) com leitos disponíveis para o tratamento da Covid, sendo que até o último domingo (14), dos 55 leitos clínicos, 43 estavam ocupados e dos 26 leitos de UTIs apenas dois estavam vagos.

Há previsão para a reabertura do hospital de campanha Nossa Senhora de Fátima, que estava desativado. O prefeito Mão Santa (DEM) e o governador Wellington Dias (PT) firmaram um termo de cooperação técnica semana passada no qual devem reativar 20 leitos clínicos e 10 de UTI. 

A Prefeitura de Parnaíba entrará com toda a parte de equipamentos e estrutura hospitalar, além de 18 profissionais de enfermagem, para os leitos clínicos e UTI. O governo do Estado vai arcar com as despesas hospitalares, médicos e enfermeiros para os 30 leitos.

Parnaíba já registrou 9.821 casos da doença e 204 mortes.

Segundo apurou o Cidadeverde.com, os 30 leitos dos hospital de campanha já estão todos prontos para o funcionamento, no entanto, falta contratar uma empresa para fazer o abastecimento de oxigênio. 

 

Caroline Oliveira
[email protected]