Cidadeverde.com

Professor é agredido após marcar suposto encontro com ex-aluno de 15 anos

Foto: Portaldorurik

Foto de suposta mensagem trocada entre o professor e o ex-aluno de 15 anos


Um professor foi quase linchado na cidade de Parnaíba, após ser suspeito de enviar convite via WhatsApp para encontrar com um ex-aluno. A família do adolescente - de 15 anos - descobriu a mensagem e preparou um encontro falso para pegá-lo em flagrante.  

Ao chegar ao local combinado, um tio e o avô partiram para agressão contra o professor. A Polícia Militar foi acionada. 

"Eles queriam dar um flagrante. Eles contam que partiram para a agressão porque foi um sentimento de força maior, não conseguiram resistir ao momento e por isso começaram a agressão. Eles, inclusive, tentaram amarrar o professor", contou o sargento Farlon Machado.

O delegado Rodrigo Luna informou ao Cidadeverde.com que o encontro do professor com o ex-aluno não configura nenhum crime.

"Não é estupro de vulnerável, não é aliciamento de menor. Ter relação homossexual não é crime", afirmou o delegado.

Ele contou que foi feito um TCO (Termo Circunstanciado de Ocorrência)  e que houve agressões mútuas. 

Na mensagem, o professor teria marcado um encontro com o ex-aluno. A tentativa de linchamento foi impedida porque populares acionaram uma guarnição da Polícia Militar que fazia rondas ostensivas. 

"Nos deparamos com uma pessoa seriamente machucada, especialmente, na região do rosto. Interrompemos a briga e os dois se apresentaram como sendo avô e tio de um menor de 15 anos de idade. Na delegacia ele não foi enquadrado por pedofilia, mas por crime de sedução", disse o sargento da PM. 

O tio e o avô foram enquadrados por lesão corporal. 

 

Graciane Sousa e Yala Sena
redacao@cidadeverde.com