Cidadeverde.com

Nova escola em São João do Piauí será referência regional

O novo Centro Educacional Proinfância de São João do Piauí teve sua ordem de serviço assinada para início das obras na última sexta-feira (13). Com capacidade para 512 alunos em dois turnos, a nova escola contará com 12 salas de aula, área de lazer protegida, além de um espaço para cultivo de hortaliças, bosque para recreação e educação ambiental.

O prefeito Gil Carlos Modesto anuncia a obra com entusiasmo, comemorando os bons resultados na educação do município com o exemplo da Creche Tia Heloína, inaugurada em 2018, e que vem mudando a realidade educacional das crianças na primeira infância.

"Teremos uma nova escola atendendo crianças na faixa etária de 4 e 5 anos, com um ambiente de qualidade e alto nível, assim como a creche Tia Heloína. As obras já estão em pleno andamento com prazo de entrega em oito meses. Estamos trabalhando pela nova educação de São João do Piauí. Avante, São João", comemorou o prefeito.

A prefeitura de São João do Piauí realiza a obra com recursos próprios que somam mais de R$2,4 milhões. Para Gil Carlos, os investimentos na educação transformam toda uma realidade e são necessários para o crescimento do município.

"São muitos investimentos utilizados para transformar a educação de São João do Piauí. Melhorando a educação, estaremos definitivamente promovendo os filhos e as filhas da nossa terra querida", finalizou o gestor.

Creche Tia Heloína representa novo modelo educacional

Inaugurada em 5 de julho de 2018, a Creche Proinfância Tia Heloína tem estrutura moderna, acessibilidade e salas equipadas para atenderem mais de 350 crianças.

De acordo com o parecer do relatório de fiscalização realizado pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE), a creche tem comprovado ambiente escolar com adequada estrutura física, administrativa e pedagógica. "Nós replanejamos e estamos propondo a São João do Piauí uma nova educação, para isso, estamos investindo na qualificação dos professores, na melhoria do transporte e merenda escolar e na condição de todas as escolas de nossa cidade", completou Gil Carlos.

 Da Redação
[email protected]