Cidadeverde.com

Governador abre sexta edição do Festival da Uva

  • uva-10.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos
  • uva-08.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos
  • uva-07.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos
  • uva-06.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos
  • uva-05.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos
  • uva-04.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos
  • uva-03.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos
  • uva-02.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos
  • uva-01.jpg Foto: Jorge Henrique Bastos

O governador Wellington Dias fez a abertura oficial do Festival da Uva, nesta sexta-feira (11), no parreiral do Assentamento Marrecas, localizado no município de São João do Piauí. O evento segue até o próximo domingo (13) e vai movimentar diversos setores, como a economia, gastronomia, a cultura, o lazer e os negócios.

O festival, que esta na sua sexta edição, é uma celebração da colheita e da força do trabalho dos piauienses que buscam se destacar neste mercado da horticultura irrigada da uva e também da banana, melancia, entre outros. 

A vice-governadora do Piauí, Margarete Coelho, diz que o povo piauiense é sonhador, mas é, principalmente, realizador e faz acontecer. “O Festival da Uva é um exemplo de que, quando há cooperação e nos unimos, somos capazes. Aqui no Piauí, temos uva de excelente qualidade e não é história de sonhador é de quem tem a força do trabalho e as condições climáticas adequadas para produzir”, enfatiza.

Wellington Dias é um entusiasta da produção de uvas e disse que o Piauí tem buscado, por meio das diversas secretarias e parcerias, dar assistência técnica necessária para aumentar a produção e atrair investidores para a região. Recentemente, ele esteve na região do Vale do São Francisco, conhecida pela produção de uvas, trocando informações com empreendedores e disse estar convicto de que o ramo da horticultura irrigada é o futuro dessa região do Piauí.

“A uva pode ser considerada o ouro do sertão, pois o rendimento é muito bom. Investindo cerca de 100 mil reais, em dois anos, com o manejo correto pode-se ter uma colheita de até 60 toneladas. O produto é vendido por em média seis reais (o quilo) e gera uma excelente lucratividade, além de emprego e renda. A nossa intenção é de buscar investidores para esta região”, explicou.

Na oportunidade, a secretária da Educação, Rejane Dias, sãojoanense e uma das idealizadoras do evento, ressaltou que o sucesso do Festival se deve às muitas parcerias e que vem crescendo a cada ano. Pensando na profissionalização, o governador autorizou o processo licitatório para a inclusão da Universidade Aberta do Brasil e o termo de cooperação técnica para a implantação da Unidade de Transferencia de Tecnologia da Uva Apirência.

O prefeito Gil Paraibano ressaltou que a festa é esperada durante todo ano pelos munícipes e se consolidou. “Estamos muito felizes com o que a uva tem proporcionado a São João, não ganha apenas o produtor, mas aqueles que trabalham para eles e também dos diversos setores que têm no festival uma forma de movimentação da economia. O setor de meios de hospedagem, por exemplo, estão lotados, pois todos querem conhecer o que São João tem de melhor, que não é só a uva, é a sua gente acolhedora, é o melhor churrasco de carneiro e também a nossa potencialidade para o turismo, com o Balneário Jenipapo que será reinaugurado”, disse.

Evento
A Programação do Festival conta ainda com uma parte cultural, que reúne, gastronomia e artesanato em praça pública, com apresentações regionais e nacionais. Nomes como Zezo, Aviné Vinny, Paulo Ricardo e José Augusto vão animar a festa.

Durante o evento, o governador Wellington Dias inaugura obras e dá novas ordens de serviços para o desenvolvimento do município e para a qualidade de vida das pessoas. Nesta sexta-feira (11), inaugurou o Mercado Municipal e obras como o Matadouro Público, a Praça Municipal Cantídio Francisco Ferreira, o abstecmento de água da localidade Formosa, a estrada vicinal que liga a localidade Gameleiro ao Povo Olho D'água das Pedras.

redacao@cidadeverde.com