Cidadeverde.com

Instituto de Metrologia do Piauí realiza palestras em Bom Jesus

O Instituto de Metrologia do Piauí iniciou essa semana um ciclo de palestras educativas pelo Estado com o tema “Educação para o consumo”. Bom Jesus, na região sul, foi a primeira cidade a receber os palestrantes do Imepi, que atenderam a uma solicitação de Gasparino Batista de Sousa, diretor da Uespi no município.

No campus da Uespi em Bom Jesus, os técnicos do Imepi ministraram palestras para uma plateia de mais de 150 pessoas, formada, principalmente, por alunos dos cursos de direito e pedagogia. A apresentação foi dividida em três tópicos: avaliação de conformidades, produtos pré-medidos e instrumentos metrológicos.

Na primeira parte, “Avaliação de pré-medidos”, o Imepi alerta para que todas as pessoas evitem comprar produtos sem o selo do instituto. “Sem esse selo, o produto não está atendendo as normas de segurança e pode causar danos a saúde, a própria segurança, e ao meio ambiente. “Conscientizamos as pessoas para que sejam multiplicadores dessas informações”, explica Maria José da Silva Sousa, gerente de qualidade do Imepi.

No tema “Produtos pré-medidos”, os palestrantes orientaram os consumidores a checar o peso dos produtos, nas balanças de conferência, dos próprios estabelecimentos comercias. “É importante verificar o peso, sobretudo dos produtos que compõe a cesta básica, criando o hábito de pesar antes de levá-los para casa”, justifica Maria José.

A palestra sempre é encerrada falando sobre “Instrumentos metrológicos” como bombas de postos de combustíveis e balanças. “Uma vez por ano, esses instrumentos são verificados pelo Imepi para evitarmos fraudes nas pesagens e medições de volume. O consumidor tem que saber reconhecer se eles passaram de fato pela verificação do Imepi”, alerta Maria José.

“A ideia é que neste ano de 2015, o Imepi faça várias palestras em Teresina e no interior do Estado, em escolas públicas e privadas, além de faculdades. Queremos criar consumidores criteriosos na hora de consumir. Fazer com que ele seja um agente transformador da sociedade por meio do seu ato de consumo”, enfatiza Maycom Danilo, diretor geral do Imepi.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com