Cidadeverde.com

Cidades do Piauí recebem oficinas de capacitação do Ministério da Cultura

A Secretaria Estadual de Cultura está realizando, em parceria com o Ministério da Cultura (Minc), oficinas de capacitação para os editais relacionados à Política de Cultura Viva em quatro cidades do Piauí. Em Teresina, a oficina aconteceu ontem (5), no auditório da Secult. As oficinas ainda serão ministradas nesta quinta-feira (6), na cidade de Piripiri, e no dia 7, em Parnaíba.

Os participantes das oficinas devem se inscrever nos seguintes editais: Pontos de Mídia Livre, Pontos de Cultura Indígena e Culturas de Redes – Fortalecimento de Redes Culturais do Brasil. Esses editais para projetos específicos são lançados periodicamente pelo Ministério da Cultura.

O chefe da representação regional Nordeste do Ministério da Cultura, Gilson Barros, que está ministrando as oficinas no Piauí, explica que as inscrições nos editais não são direcionadas somente aos Pontos de Cultura. “Os editais são direcionados a entidades culturais, que são pessoas jurídicas sem fins lucrativos, aos coletivos culturais que desenvolvem atividades em suas comunidades e também ao Ponto e Pontão de Cultura”, diz.

A oficina de capacitação ainda será ministrada amanhã (6) em Piripiri, a partir das 9h, e na sexta-feira (7), em Parnaíba.

Em Bom Jesus oficina reuniu mais de 40 participantes

O município de Bom Jesus recebeu, nessa terça-feira (4), a primeira oficina do Ministério da Cultura. O encontro reuniu mais de 40 pessoas da cidade e região. A oficina é a uma realização da Secretaria Estadual de Cultura, em parceria com o Ministério, e o objetivo é tirar dúvidas e ajudar projetos locais na captação de recursos dos editais.

“Aqui estão reunidos os interessados no fazer cultural dessa região, que possui muito potencial. Precisamos da parceria de todos para fomentar a cultura local e temos que andar de mãos dadas com a educação”, diz o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo, ressaltando o projeto da Escola de Rabecas de Bom Jesus, que atende 15 alunos de escolas públicas do município, que se apresentaram na abertura da oficina.

O chefe da representação regional Nordeste do Ministério da Cultura, Gilson Barros, apresentou os editais, tirou dúvidas e ouviu as experiências relatadas pelos participantes. “As iniciativas existem e quem sabe alguma não se enquadra nesses editais. Pode ser que desse encontro saiam vários projetos inscritos”, finaliza Gilson.

Da Editoria de Cidades
cidades@cidadeverde.com