Cidadeverde.com

Escola de Rabeca será inaugurada na quinta-feira (24) em Bom Jesus


Há cerca de um ano alunos das escolas públicas de Bom Jesus participam do projeto de ensino da rabeca, que já formam a primeira orquestra do instrumento no Brasil. Os alunos tinham aula em salas cedidas pelas escolas estaduais, mas a partir de agora ganharão sede própria, que será inaugurada na próxima quinta-feira (24), na cidade de Bom Jesus.
 
As aulas acontecem aos finais de semana e são ministradas pelo professor Stayllon Rodrigues, que também é violinista da Orquestra Sinfônica de Teresina. O projeto já conta com 15 alunos que, desde maio do ano passado, fazem aulas e já integram a Orquestra de Rabecas de Bom Jesus. Os alunos já tocam clássicos como Asa Branca e o hino da cidade, além de terem participado do 8º Festival de Rabecas e da Caravana que percorreu 20 cidades do Piauí com um espetáculo natalino.
 
“Na minha família tem uns primos que tocam algum instrumento. Eu nunca tinha tocado nada. Gostei da rabeca e faço aulas todo final de semana. Hoje faço parte da orquestra”, diz Vinicius Pinheiro, de 17 anos.
 
A Escola de Rabeca leva o nome do rabequeiro Mestre Joaquim Carlota, o único instrumentista vivo da cidade e que mantém a tradição da rabeca em Bom Jesus. Hoje com 76 anos, ainda toca o instrumento que conheceu aos 12, vendo outras pessoas tocar.
 
“Nós não tínhamos uma sede, as diretoras das escolas sediam espaço para esses meninos e meninas aprenderem a tocar. Vendo isso, o governador nos cedeu um espaço e agora podemos atender um maior número de alunos”, afirma o secretário estadual de Cultura, Fábio Novo, idealizador do projeto.
 
Os jovens, além de tocar, também estão aprendendo a fabricar a rabeca, e alguns deles também participam das oficinas permanentes de dança e teatro. A Secretaria Estadual de Cultura pretende ampliar o número de jovens atendidos, bem como a criação de escolas em outras regiões, promovendo a disseminação da cultura e a preservação das riquezas do Estado.


Da Redação
redacao@cidade.com