Cidadeverde.com

Promotoria do caso do estupro coletivo em Bom Jesus está sem representante

O procurador geral de Justiça, Cleandro Moura, baixou uma portaria transferindo a promotora Gabriela Almeida Santana que acompanhava o estupro coletivo em Bom Jesus (a 600 km de Teresina). Nesta segunda-feira(13), a informação que partiu do Fórum da cidade é que ela foi transferida de São Raimundo Nonato e que permanecerá atuando no município de Pimenteiras (a 252 km de Teresina).

De acordo com a assessoria do Ministério Público, o procurador atendeu a um pedido da própria promotora que estava em Bom Jesus, atuando de forma interina, e solicitou seu remanejamento, já que é titular de Pimenteiras que é muito longe da capital do Cerrado. No entanto, o MPE afirma que a promotora deve continuar acompanhando o caso do estupro coletivo.

Com a saída da promotora, o Ministério Público na área criminal das comarcas de Bom Jesus e Redenção do Gurgueia estão sem sem promotor. Segundo o MPE, o promotor Eduardo Palácio, que atua no Meio Ambiente no município, deve acumular a área criminal a partir do dia 20 de junho.

No dia da audiência com os adolescentes suspeitos de estupro coletivo, no dia 1° de junho, o promotor titular da Vara Agrária, Francisco Santiago, foi quem representou o Ministério Público no caso.

 

Flash de Yala Sena
Redação Caroline Oliveira
redacao@cidadeverde.com