Cidadeverde.com

Corregedoria conclui transferência de acervo de Redenção do Gurgueia para Bom Jesus

 

A Corregedoria Geral da Justiça do Estado do Piauí (CGJ-PI) concluiu a transferência do acervo processual de Redenção do Gurgueia para Bom Jesus. Pelo projeto de agregação de comarcas, aprovado recentemente pelo Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (TJ-PI), a comarca de Redenção do Gurgueia foi agregada pela comarca de Bom Jesus. Na sede da comarca agregada passam a funcionar o arquivo judiciário das duas unidades e um Ponto Avançado de Atendimento. A organização do novo arquivo também foi realizada por equipe da CGJ-PI.

A Central de Apoio às Secretarias (Ceas) foi responsável pela remessa de processos de Redenção do Gurgueia para Bom Jesus. Os servidores realizaram 998 movimentações no acervo. “Em alguns casos, os processos foram distribuídos no Themis (sistema informatizado de acompanhamento processual do TJ-PI) na base de dados de Redenção do Gurgueia e automaticamente redistribuídos na comarca de Bom Jesus”, explicou o servidor da CGJ-PI José Bonfim, coordenador da Ceas.

Após o recebimento de cada processo na comarca de Bom Jesus, a equipe da Central realizou ainda sua triagem, organização e localização no sistema Themis e em escaninhos específicos.

Arquivo

Para propiciar o melhor funcionamento da comarca agregadora, o arquivo judiciário de Bom Jesus foi transferido para o Fórum de Redenção do Gurgueia. A remoção de acervo, assim como a higienização, separação por competência e ano, catalogação e organização em caixas-arquivo dos autos findos das duas unidades judiciárias foram executas pela Equipe de Organização de Arquivos e Depósitos da CGJ.

Ao todo, foram arquivados 6.079 autos findos oriundos de Bom Jesus, em 183 caixas-arquivo; e 713 autos findos de Redenção do Gurgueia, em 24 caixas-arquivo. Os processos foram ainda identificados em listas digitalizadas, facilitando o processo de busca e localização dos autos.

De acordo com o servidor Clarindo José Lopes Machado, coordenador da Equipe de Organização de Arquivos e Depósitos da CGJ, todo este trabalho foi realizado de acordo com as orientações da Comissão Permanente de Avaliação Documental do Tribunal de Justiça do Estado do Piauí (CPAD-TJPI).

Na próxima semana, as duas equipes farão a transferência de acervos vivo e morto da comarca agregada de Santa Filomena para a comarca agregadora de Gilbués.

Da Redação
redacao@cidadeverde.com