Cidadeverde.com

Vereadores de Bom Jesus aprovam salário de R$10.500 e população protesta

  • dc9c79d2a85eb2e5b8e1540111461ff7.jpg B1
  • ed6869f01d267ca15246f4a4142ec797.jpg B1
  • e5756dc9fc5d373d7b8a33bd77f5bf10.jpg B1
  • dbf7ff7113f97e0efbfe5b437d6a58a6.jpg B1
  • d50218bfb23be12da0054458210c0547.jpg B1
  • c35b7473d61515d8da26a39129eb4275.jpg B1
  • 017272c529f27c63c1859331664d7113.jpg B1
  • 8955ef1bedf4befc4d82a012816b342d.jpg B1
  • 094f002962e06035e885efecb71c9e61.jpg B1
  • 83b18c08521280a7968bd4edfe0263fd.jpg B1
  • 36a1885e5b71c1008adadd21008d9685.jpg B1
  • 026ff6d43f66645af12a55c90d6fc0b3.jpg B1
  • 8d8c1156200021caa2dfc18693cc2868.jpg B1
  • 7b813331a5e4242233f3c98e300eea4f.jpg B1
  • 6ecc23e37f17137a285468c6af16fcab.jpg B1
  • 4ea718a749dffe6d02072c71f5319b60.jpg B1
  • 4a29a9bf616f519cb77d82faf31376c1.jpg B1
  • 1b30c7f275e6a35f27ea1825e82d46c5.jpg B1

Moradores do município de Bom Jesus realizaram um protesto na Câmara Municipal contra o aumento salarial aprovado pelos parlamentares do município em votação na última semana. O salário que atualmente é de R$ 7050 para um vereador da cidade de pouco mais de 23 mil habitantes, deve subir para R$ 10500 a partir do exercício legislativo de 2017, que definirá os nomes para as 11 vagas da câmara no próximo dia 02 de outubro.

Com cartazes e faixas com dizeres como "Bom Jesus Livre da Corrupção", "Vereador não é profissão", "Não há doença pior que um salário indigno e injusto", entre outras mensagens que demonstravam a indignação com o novo salário aprovado para os parlamentares.

Procurado pelo Cidadeverde.com, o vereador Raimundo Tertuliano, presidente da Câmara Municipal, admitiu a aprovação do aumento, mas afirmou que a população foi recebida durante o protesto e que os vereadores inclusive, apresentaram em consenso, uma proposta de diminuição desse salário. "Era uma sessão comum e eles fizeram esse protesto. Foi um advogado tentar conversar e nós não votamos em nosso favor, votamos para a próxima legislatura. Não significa que esse salário vai ser pago, é uma perspectiva", pontuou o parlamentar.

Raimundo explica que a contra-proposta deve ser discutida em uma nova sessão pelos vereadores que devem apresentá-la nas próximas semanas.

"Cumprimos o regimento que diz que devemos votar isso 15 dias antes das eleições. Vamos discutir a contra-proposta em reuniões", concluiu o vereador.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com