Cidadeverde.com

Preso morre de overdose de remédios na Penitenciária de Bom Jesus

O preso identificado como Artur Vieira Barros Neto morreu com suspeita de overdose de remédios na penitenciária de Bom Jesus, município a 632 km de Teresina. De acordo com o presidente do Sindicato dos Agentes Penitenciários do Piauí (Sinpoljuspi), José Roberto, o detento ingeriu uma grande quantidade de medicamentos controlados e não resistiu aos efeitos provocados. Artur chegou a ser levado para o Hospital da cidade, mas veio a óbito.

"Não temos a informação de que tipo de medicamento ele ingeriu, mas o que eu posso dizer é que este preso não recebia nenhum oficialmente do setor médico da unidade. Como ele teve acesso a esses medicamentos nós não sabemos e nem o quanto ele ingeriu, mas houve uma overdose e isso é muito grave. Hoje o tráfico de drogas dentro das unidades prisionais é quase pior do que fora", afirmou o presidente.

José Roberto explica que o acesso aos remédios é feito pela diretoria de Saúde e Humanização de cada unidade. Ainda segundo ele, a falta de um bodyscanner facilita a entrada de medicamentos tarja preta nos presídios, que às vezes são utilizados como entorpecentes pelos detentos.

"Muitos presos recebem do setor médico remédios controlados e muitas vezes esse medicamento acaba sendo desviado de sua finalidade. É possível que ele acabe na mão de outro detento que use o medicamento como entorpecente", alerta o sindicalista.

Procurada pelo Cidadeverde.com a Secretaria de Justiça informou por meio de nota que está investigando o caso e já está providenciando a assistência à família do preso, no tocante ao deslocamento do corpo para Teresina.

Sobre a morte, o corpo foi encontrado nesta madrugada. A Polícia Civil e equipe médica do município foram acionados para procederem com a perícia e início da investigação sobre como se deu a morte.

No caso da perícia médica, constatou-se morte devido à ingestão de substância medicamentosa.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com