Cidadeverde.com

Polícia prende suspeito de dopar as vítimas para estuprar e fazer assaltos


A Polícia Civil prendeu um homem suspeito de invadir residências, dopar as vítimas para praticar furtos e chegava a estuprar mulheres. O suspeito foi preso em flagrante na madrugada desta terça-feira (14) após danificar a cerca elétrica de uma residência em Campo Maior, a 85 km ao Norte de Teresina.  Uma das vítimas relatou que foi estuprada enquanto dormia.

“Desde o ano passado a polícia vem investigando esse fato e ela sempre trabalhou com a tese de que a pessoa que entrava era alguém que frequentava o residencial. Ele adentrava nas casas, algumas vezes de madrugada, colocava medicação clonazepam nas garrafas de água nas casas das vítimas, deixando as vítimas dopadas, e subtraia pertences, dinheiro das casas e depois saía, sem arrebentar qualquer fechadura.”, a delegada de Polícia Civil de Campo Maior, Camila Miranda.

De acordo com a polícia, vítimas relataram que perceberam que dinheiro e joias estavam sumindo dentro da própria casa. Outra mulher chegou a relatar que acordou com um homem tocando em suas partes íntimas e que o mesmo teria fugido após ela pedir socorro. 

Foto: Polícia Civil

“Após a prisão, o criminoso confessou que tinha entrado na casa das duas vítimas, e que colocava clonazepam na água para dopar as vítimas e facilitar sua ação.Na casa do criminoso foram apreendidos por voltas das 5:30h 1 pulseira, dois anéis e um colar de uma das vítimas, além do frasco de clonazepam”, informou a investigação da Polícia Civil.

Anticonvulsivo, o clonazepam é um remédio utilizado para tratamento de ansiedade e distúrbios do sono. Especialistas em farmacologia explicaram ao Cidadeverde.com que o remédio tem efeito sedativo-hipnótico e só pode ser adquirido com retenção de receita médica. 

Os policiais realizaram cerca de seis campanhas, juntamente com policiais militares, no intuito de flagrar a ação do criminoso. 

Valmir Macêdo
[email protected]