Cidadeverde.com

Preso é arremessado em viatura da PM no interior do Piauí; Corregedoria investiga

 

A Polícia Militar do Piauí abriu sindicância hoje para investigar a atuação de dois agentes que apareceram em vídeo arremessando violentamente um preso para dentro da caçamba de uma caminhonete de polícia no município de Campo Maior, a 80 km de Teresina.

Uma das gravações da ação, que ocorreu ontem, por volta do meio-dia, mostra o preso — Ricardo Augusto Lima Ferreira, 34 anos — algemado no chão, saindo de uma loja e sendo levado por dois policiais. A cena é vista por vários cidadãos no centro da cidade de Campo Maior.

Ao chegar na viatura, Ricardo é arremessado na caçamba e começa a gritar de dor. Uma pessoa aparece reclamando da abordagem. O policial não gosta e debocha: "Leva para tua casa, cria ele, está com pena de bandido". Em cima da viatura, o preso voltar a gritar: "Ai, meu braço".

O comandante do 15º Batalhão de Policia Militar, major Etevaldo Alves, informou que a Polícia Militar vai apurar se houve excessos. "Os policiais me relataram que ele resistiu a prisão, mas não é procedimento padrão e a polícia vai apurar se houve excessos", disse.

Ele informou ainda que o preso tem 12 inquéritos em aberto por furto, roubo e ameaça. "É um indivíduo bastante perigoso e com mandado de prisão em aberto expedido no dia 8 de setembro pela 1ª vara de Campo Maior por furto qualificado", disse.

A prisão ocorreu ontem por volta de 12h. O comandante informou que a polícia foi acionada por um morador. O preso estava em uma loja de confecção com uma faca na cintura, mas segundo o comandante, ele não tinha anunciado assalto no comércio. 

A assessoria da Polícia Militar informou que os dois vídeos foram enviados a Corregedoria. 

Veja nota na PM do Piauí: 

"A Polícia Militar do Estado do Piauí informa que ontem (24), um indivíduo após cometer furtos no centro da cidade de Campo Maior - PI, foi detido por populares e  a Guarnição da PMPI foi acionada para atendimento da ocorrência e que as imagens  do vídeo desse fato foram encaminhadas para análise junto a Corregedoria Geral da PMPI,  que tomará todas as providências legais cabíveis que o caso requer. 

Teresina, 25 de setembro de 2020.

ELZA Rodrigues Ferreira - Ten Cel PM Diretora de Comunicação Social da PMPI"

 

 

Yala Sena
[email protected]