Cidadeverde.com

Prefeitura suspende carnaval em Campo Maior e estuda retorno do Festival Sabor Maior

 

Atualizada às 17h45

O prefeito Joãozinho Félix (MDB) anunciou que suspenderá o carnaval na cidade de Campo Maior e irá adotar medidas restritivas para conter a disseminação do novo coronavírus na cidade. O decreto estava previsto para ser publicado na quarta (13), mas foi antecipado. 

“Eu assinei um decreto suspendendo porque aumentou o número de pessoas com Covid-19. É uma preocupação muito grande para gente. Vai ter bares e restaurantes abertos até meia-noite, sem aglomerações maiores. Vai ser tudo monitorado pela gente”.

Veja decreto




Festival Sabor Maior 

O prefeito também ressalta que estuda o retorno do festival Sabor Maior na cidade de Campo Maior. Em 2020, o festival gastronômico, que é referência no Piauí, foi suspenso devido a pandemia da Covid-19. 

“Inclusive, o Sabor Maior foi criado por mim. Eu quero dar uma atenção maior porque gera muita economia para o município, traz muito recursos para a cidade. Campo Maior sempre foi dito como a terra da carne de sol. A gastronomia é muito forte. Todo mundo tem um carinho muito grande por Campo Maior. Infelizmente, os últimos 10 anos foram sofridos. Nós queremos recuperar os 10 anos perdidos da nossa cidade”.


Foto: Herlon Moraes


Joãozinho Félix já foi prefeito da cidade por dois mandatos.  O gestor relata que apesar de ter tomado posse nos primeiros minutos do dia 01 de janeiro de 2021, ainda não possui acesso total às contas do município devido questões de burocracia. 

“Em 10 dia de mandato, estamos com muitas dificuldades. A cidade tem muitos problemas. Estamos encontrando problemas demais, mas com a nossa experiência, vamos suprir elas. Montamos uma equipe muito forte, com muitas pessoas técnicas que querem fazer um bom trabalho. Até hoje, não sabemos o que nós temos de dinheiro, de fundo, devido a burocracia”. 

A estrutura da Lagoa do Centro, chamada de “açude”, será um dos pontos a ser revitalizada. “É um cartão postal do Piauí. Precisa dar vida. É o cartão postal do Piauí, não só de Campo Maior. Nós temos que valorizar o que é nosso, o que é do Piauí”. 

Carlienne Carpaso
[email protected]