Cidadeverde.com

Projeto de escola militar é aprovado na Câmara de Campo Maior

Foi aprovado por unanimidade o projeto de lei 001/2021 que dispõe sobre a inserção do programa de educação cívico-militar na rede pública municipal de ensino de Campo Maior e a criação da Escola Cívico-Militar Coronel Octávio Miranda. O projeto foi aprovado durante sessão ordinária realizada na Câmara Municipal de Campo Maior, na noite desta terça-feira (9).

O programa nacional de Educação Cívico-Militar é desenvolvido através de uma parceria entre o Ministério da Educação e o Ministério da Defesa. O principal diferencial neste modelo é a gestão de atividades educativas, pedagógicas e administrativas compartilhada entre civis e militares.

Visando melhorar a qualidade de ensino em Campo Maior, o prefeito Joãozinho Félix resolveu aderir ao Programa e optou por trazer para o município uma escola cívico-militar com o apoio da Fecomercio Piauí. A mais recente instituição vai funcionar nas instalações do Senac, no bairro de Lourdes e deverá ser entregue no próximo dia 13 de março, como parte das comemorações pelos 198 anos da Batalha do Jenipapo.

“As escolas cívico-militares incentivam o respeito à hierarquia, ao patrimônio e aos símbolos nacionais; a valorização da meritocracia; a importância da higiene e da boa aparência e outras questões. Desta forma, nós iremos formar, além de grandes profissionais, verdadeiros cidadãos”, destacou o secretário de Educação, Luís Carlos.

O prefeito Joãozinho Félix disse que a aprovação do projeto por unanimidade demonstra que o Poder Legislativo tem um compromisso com a educação: “Fiquei bastante satisfeito com a aprovação por unanimidade. Isso mostra que os nossos vereadores entenderam a importância desta grande conquista para as nossas crianças e jovens”, disse.

Agora o projeto segue para ser sancionado pelo prefeito Joãozinho Félix, o que deve ser feito já nesta quarta-feira (10). Após a sanção o próximo passo é a assinatura do Termo de Cooperação e a elaboração do regimento interno da instituição para detalhar questões como escolha do público alvo, seleção de professores e demais funcionários, dentre outros aspectos.

Da Redação
[email protected]