Cidadeverde.com

Suspeitos de matar policial penal são presos em Campo Maior

Foto: arquivopessoal/arlindodeloneto

A Polícia Civil prendeu na tarde desta quarta-feira (14) dois suspeitos de participação na morte do Policial Penal Arlindo Lima de Oliveira Neto, que sofreu um tiro durante uma tentativa de assalto na cidade de Campo Maior, no final do mês de junho. Ele chegou a ficar internado por oito dias no Hospital de Urgência de Teresina (HUT), mas não resistiu e morreu no último dia 5 de julho.

Os dois suspeitos já estavam sendo monitorados por policiais da delegacia regional de Campo Maior e pela diretoria de inteligência da Secretaria de Segurança Pública. Após o cumprimento dos mandados de prisão, eles foram ouvidos e encaminhados ao sistema prisional. 

"Eles confirmaram participação no crime, já foram ouvidos e encaminhados para o sistema prisional. Todos os questionamentos já foram sanados. Agora, a gente vai fechar alguns pequenos detalhes que ainda faltam para que o inquérito siga para a fase de relatório e seja encaminhado para a justiça", informou o chefe de investigação da delegacia regional de Campo Maior, Baker Martins. 

O crime

O policial penal Arlindo Lima de Oliveira Neto e o amigo Sebastião Alves foram baleados durante tentativa de assalto no bairro Parque Estrela, em Campo Maior, no dia 27 de junho, por volta das 23h30. As vítimas estavam na companhia de outros amigos em frente a uma casa quando foram surpreendidos pela dupla de assaltantes, que fugiu após efetuar os disparos. 

Arlindo ficou internado por cerca de uma semana no  Hospital de Urgência de Teresina, mas não resistiu aos ferimentos e morreu no último dia 05 de julho.


Natanael Souza
[email protected]