Cidadeverde.com

Prefeito Paulo Martins diz que acidente foi "susto" e trabalhará de casa

Após passar por uma cirurgia no tendão do tornozelo direito, o prefeito de Campo Maior, Paulo Martins (PT) terá que ficar com o pé imobilizado por 40 dias. O gestor sofreu um acidente com um quadriciclo em Luís Correia no último fim de semana. O gestor chegou a ficar com o pé preso ao quadro de freio do veículo e foi arrastado por alguns metros, mas relata após a cirurgia que o acidente "foi um susto".

"Foi um susto. Fiquei mais preocupado porque meu pé ficou preso ao quadro de freio e fui arrastado mas passou. Hoje ainda sinto dor estou tomanco cinco medicamentos por conta disso mas estou bem  e von continuar trabalhando de casa", garantiu o gestor.

Por conta da grande demanda de trabalho o gestor garante que não pode se afastar, mas por estar com o pé imobilizado e não poder usa-lo no chão terá que delegar funções e acompanhar usando a teconologia. "Hoje temos muita tecnologia a nosso favor, celular, internet e eu vou poder delegar funções e cobrar tudo de casa nesse período", completou.

Paulo Martins já havia sofrido uma lesão no mesmo tendão enquanto jogava futebol em 2009. Na época ele ainda era Deputado Estadual e levou aproximadamente três meses para se recuperar. Paulo deve fazer fisioterapia para acelerar o processo de recuperação.

O gestor teve alta na tarde deste domingo e está na casa do irmão, o deputado estadual Aluisio Martins.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com