Cidadeverde.com

Homem é morto esfaqueado durante festa em Campo Maior

Um homem identificado Denílson Lopes da Silva, de 25 anos, foi morto com uma facada durante festa do aniversário de 253 anos da cidade de Campo Maior, na madrugada de hoje (8). Uma briga generalizada entre moradores de bairros rivais da cidade terminou com a morte do rapaz. O suspeito tem apenas 14 anos. 

De acordo com o comandante da Polícia Militar na cidade, coronel Rui Cordeiro, pelo menos seis pessoas estavam envolvidas na briga inicial. Denilson seria morador do bairro Cariri e o menor suspeito do homicídio residiria no bairro Matadouro.

"Ninguém sabe ao certo como essa rivalidade começou começou. Sabemos que os dois bairros são rivais e de vez em quando há brigas quando os moradores se encontram. Ontem infelizmente terminou com essa morte", declarou.

Segundo ele, a vítima não tinha passagens pela polícia. O menor suspeito do crime está foragido e a polícia já tem pistas de sua localização. Um outro menor de idade, também envolvido na morte, igualmente está desaparecido.

A polícia informou que a rivalidade entre os bairros não tem relação com disputa por território do tráfico de drogas na cidade. Durante a festa, realizada na praça de eventos Valdir Nunes, não houve outras ocorrências, segundo informou a polícia. 

Denilson foi atingido por apenas um golpe de faca no abdômen e chegou a receber atendimento do Samu, mas não resistiu. Ninguém mais ficou ferido. 

A prefeitura de Campo Maior divulgou nota lamentando o ocorrido. Leia na íntegra:

A Prefeitura Municipal de Campo Maior, em nome da Prefeita em exercício Sílvia Brito “Silvia do Caú”, lamenta profundamente a fatalidade ocorrida na madrugada deste dia 08 de agosto em que o jovem Denílson Lopes da Silva, de 25 anos teve sua vida ceifada motivada por uma rixa entre bairros, conforme hipótese levantada pela própria polícia.

Esclarecemos que foram tomadas todas as providências de segurança necessárias para a realização do evento. A gerência de eventos da Prefeitura de Campo Maior enviou ofícios tanto para a Polícia quanto para o SAMU e ainda contratou cerca de 15 seguranças particulares como reforço.

A fatalidade ocorreu por volta das 4h da manhã quando, segundo o Tenente Coronel Rui Cordeiro, Comandante do 15° Batalhão da Polícia Militar de Campo Maior, os policiais saíram da praça para atender uma ocorrência em outro ponto da cidade. Foram colocados cerca de 11 policiais entre militares e da força tática no local do evento na noite do dia 07 de agosto. Um dos envolvidos já está preso e o principal suspeito, que é um menor de 14 anos, está foragido, mas a polícia já está no seu encalce.

Lamentamos que pessoas saiam de casa mal intencionadas e com o objetivo de praticar crimes. Ficam nossas sinceras condolências à família do jovem que perdeu sua vida de forma inesperada e torcemos que os culpados paguem pelo crime cometido.

 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com