Cidadeverde.com

Polícia abre inquérito para apurar morte de bebê em hospital de Campo Maior

A Polícia Civil abriu inquérito para apurar a morte de um bebê de um ano e sete meses no Hospital Regional de Campo Maior. A informação foi confirmada pelo delegado Gustavo Jung, que terá 30 dias para encerrar as investigações. Famíliares da criança e funcionários da unidade de saúde serão ouvidos. O objetivo é descobrir se o óbito foi uma fatalidade ou fruto de algum erro médico.

O caso aconteceu na última terça-feira (1º), quando Sara Valentina Alves Nascimento deu entrada com febre, diarreia e vômitos e morreu poucos minutos depois de ter recebido uma dose de dipirona. A família acusa o hospital de ser o responsável pela morte da bebê de um ano e sete meses; já a direção da unidade de saúde se defende e garante que não houve erro médico.

"O inquérito foi instaurado no dia que a criança morreu. Estamos esperando o laudo cadavérico. Vamos ouvir todas as pessoas envolvidas, desde os familiares até médicos e enfermeiros", comentou Gustavo Jung, titular da Delegacia Regional de Campo Maior, cidade localizada a 80 quilômetros de Teresina.

A Polícia Civil já ouvi alguns dos familiares da criança, mas o delegado Gustavo Jung preferiu não adiantar que revelações foram feitas. "Vou optar por não passar essas informações para não prejudicar a investigação. Se solto algo, a especulação começa e não me sinto bem dessa forma", argumentou.

Gustavo Jung e sua equipe têm até o dia 1º de outubro para apurar se o óbito da pequena Sara Valentina foi uma fatalidade ou fruto de um erro médico. 

Flávio Meireles
flaviomeireles@cidadeverde.com