Cidadeverde.com

PM suspeito de atirar em empresário em Campo Maior continua foragido

O cabo da Polícia Militar do Piauí Rafael Monte Barbosa continua foragido após balear com dois tiros o empresário Igor da Costa Rocha, na última sexta-feira (26), durante uma discussão em um bar na cidade de Campo Maior.
 
De acordo com o major Etevaldo Alves, comandante do Batalhão da PM em Campo Maior, a PM permanece fazendo diligências na região e, até o momento, a informação é de que um familiar ajudou na fuga.

“Nós já entramos em contato com alguns familiares para que ele se apresente à Polícia”, disse o major, que lamenta o ocorrido, afirmando que o PM deverá responder pelo crime cometido. O policial é lotado no Quartel do Comando Geral em Teresina. "A ligação dele com Campo Maior é que ele reside lá. A confusão aconteceu em um bar perto da rodoviária", acrescentou o major. 

O major confirma que o policial estava afastado de suas atividades em virtude tratamento psicológico no Centro de Assistência Integral à Saúde da Polícia Militar do Piauí.

A vítima foi atingida com dois tiros, um na perna e outro na virilha. Inicialmente, ele recebeu atendimento em Campo Maior e depois foi transferido para Teresina. Seu quadro é estável e ele não corre risco de morrer. 

A arma utilizada também foi levada e a suspeita é de que seja um revólver calibre 38. Ao que tudo indica, o revólver usado para balear a vítima, segundo o comandante, seria de uso particular do PM.

O delegado regional Andrei da Costa Alvarenga informou ao cidadeverde.com que todas as possíveis residiências em que o suspeito poderia estar escondido foram visitadas. 


Carlienne Carpaso
redacao@cidadeverde.com