Cidadeverde.com

Alunos participam de projeto em combate ao mosquito Aedes Aegypti em Campo Maior

Cerca de 140 alunos do 1° ao 5° ano do Lar da Criança Dom Abel Alonso Nuñes apresentaram nesta sexta-feira (15) uma série de trabalhos escolares voltados para o combate a proliferação do mosquito Aedes Aegypti que tem gerado além da dengue, também outras doenças como Chicungunya e Zika Vírus que provoca a microcefalia.

Mariana do 5° ano foi a vencedora e contou o que fez. “Fiz um desenho de um homem fechando a caixa d’agua e um pneu com o mosquito da dengue” e completou a estudante Williane dizendo como combater o mosquito, que segundo ela é “não deixar água parada”.

O secretário de relações institucionais, Cesar Robério coordenou a atividade que foi executada através da Prefeitura de Campo Maior. “É uma guerra contra um mosquito que não pode destruir nosso país”, disse o secretário informando que cerca de 100 trabalhos foram apresentados e todos feitos na escola.

“Criança é a formiguinha que vai levar esse cuidado para dentro de casa”, destacou a irmã Natividade que coordena a escola. O Prefeito Paulo Martins comentou que quando assumiu a cidade tinha dificuldade com limpeza principalmente porque o lixão era dentro da cidade e agora está isolado. “Fizemos um trabalho com agentes comunitários e endemias e servidores de limpeza e reduzimos em 90% o número de casos. Estamos em um nível controlado, mas estamos em uma campanha em parceria com o Parque São Francisco que doou 3 mil ingressos e em contrapartida os alunos tem que fazer trabalhos voltados no combate ao mosquito”, frisou.

O evento teve a presença da ex-secretária de Desenvolvimento Social, Conceição Lima e do Vereador Edvaldo Lima.