Cidadeverde.com

Programa Olhar Bem atende até esta terça (31) em Campo Maior

O Programa Olhar Bem chegou ao município de Campo Maior, na quinta-feira (26), para atender toda a região dos Cocais, realizando consultas, exames e cirurgias oftalmológicas. Os atendimentos encerram nesta terça-feira (31). Lá, o programa já realizou cerca de 700 cirurgias.

Para o secretário de Estado da Saúde, Francisco Costa, a "proposta é que possamos garantir um atendimento de qualidade à toda população, facilitando a vida dos usuários trazendo esse serviço para próximos deles".

Francisco destacou que "este é um programa belíssimo e segue também para outras regiões: Cocais, Planície Litorânea e depois Corrente. A meta é que possamos alcançar 4.500 cirurgias até o final dessa segunda etapa".

O deputado federal Assis Carvalho também acompanhou os atendimentos e se disse "muito feliz com o índice de aprovação do programa pela população. Desde o início desse projeto, percebi o processo de empenho do secretário Francisco e toda sua equipe muito organizada".

O prefeito Paulo Martins falou da satisfação em poder, junto com a Secretaria de Estado da Saúde, "oportunizar e contribuir com pessoas que não têm condições de fazer esse procedimento. E, em um mutirão como esse, beneficiar em dois dias cerca de 500 pessoas é muito positivo".

Beneficiários têm acompanhamento de consulta, cirurgias e pós-operatório

Após um ano e meio tentando fazer uma cirurgia de catarata, a dona Francisca Antonia Lopes da Silva, 67 anos, residente no bairro de Flores, em Campo Maior, foi uma das beneficiadas pelo Programa Olhar Bem.

"É uma alegria muito grande. Lembro que cheguei a ir em Teresina três vezes por semana para ver se conseguia marcar, mas nunca dava certo. Isso desde novembro de 2014", explicou Francisca Antonia.

Ela conta que ouviu falar que uma equipe de oftalmologia estaria em Campo Maior e procurou a Secretaria Municipal. "Eu me informei com o pessoal e eles perguntaram se eu queria fazer. Não perdi tempo e lá mesmo fiz meu cadastro. Com oito dias, eles me chamaram e marcaram para eu vir na sexta-feira (27). Cheguei cedo, fiz uma consulta, exames e no sábado (28) já fui operada".

De tão ansiosa pelo dia da cirurgia, animada ela conta: "eu não queria nem comer para vir logo, mas eles disseram que a gente podia se alimentar bem antes de vir. Graças a Deus e a todo mundo aqui vou enxergar tudo direitinho agora. Até colocar uma linha na agulha vou voltar a fazer".

O senhor Francisco Nonato de Souza, 60 anos, residente em Cocal de Telha também foi beneficiado e falou da alegria em voltar a enxergar direito.

"Ah, aqui foi muito bom, as pessoas que atendem a gente também. Até agora estou gostando. Com fé em Deus, quando eu puder tirar esse curativo aqui e usar o colírio eu vou enxergar bem", disse Francisco Nonato.