Cidadeverde.com

150 famílias são assistidas pelo programa Criança Feliz em Campo Maior

A pequena Maria Clara tem apenas 10 dias de vida, mais é acompanhada pelo programa Criança Feliz desde quando estava na barriga da mãe, Gleiciane Maria Ferreira da Silva, que mora na Comunidade São Pedro, em Campo Maior. Assim como a família de Gleiciane, outras 149 famílias são assistidas pelo programa por meio da Prefeitura de Campo Maior e da Secretaria de Assistência Social do município.

Segundo ela, o trabalho da visitadora Irene Araújo começou cedo e foi importante não só pelo carinho que trouxe ao seu cotidiano, mas pelas dicas de cuidado com a saúde dela e da criança. “Desde que eu estava grávida, ela me dizia o que era bom e o que era ruim fazer”, relatou Gleiciane.

Além de Irene Araújo, outras profissionais como Aurilene Carvalho, Socorro Mendes, Lília Menezes e Socorro Carvalho fazem o acompanhamento das famílias.  As visitadoras dão dicas e propõe atividades para desenvolver a coordenação motora, a inteligência e o vínculo afetivo entre mãe e filho.

De acordo com Irene, os estímulos fazem com que as crianças se desenvolvam muito melhor. “Acredito que está funcionando tanto para as mães quanto para os bebês. Vemos muitas coisas boas que elas não faziam antes e agora fazem”, destaca a visitadora.

A Coordenadora do Programa no município, Michelinne Carvalho, faz o detalhamento das famílias que são acompanhadas semanalmente. “O Criança Feliz atende 150 famílias, deste número, temos 110 crianças de 0 a 3 anos, três crianças de 3 anos e três de 5anos que são beneficiárias do BPC- Benefício de Prestação Continuada, além disso, temos 34 gestantes. As crianças recebem visitadas semanalmente, enquanto as gestantes recebem as visitas uma vez por mês, em setembro foram realizadas 440 visitas”, disse Michelinne.

O objetivo é desenvolver e mudar a realidade de crianças campo-maiorenses por meio de visitas às famílias que recebem o Bolsa Família e o BPC. As crianças assistidas também são beneficiadas com parcerias público-privada realizada pela prefeitura, uma delas foi com a Ótica Diniz que contemplou 30 crianças com consultas especializadas e óculos de grau.

Fonte: Ascom.