Cidadeverde.com

Suspeito tenta matar namorada a tiros e ri ao ser preso

Na delegacia, o suspeito permaneceu calado e apenas riu ao ser interrogado (Foto: PC-PI)

A jovem Isabelly Cristina Pereira dos Santos, 21 anos, foi alvejada com um tiro na barriga durante uma discussão com o namorado, Breno Ramos Leite Brito, 23 anos. O crime ocorreu durante uma festa na cidade de Campo Maior, na madrugada do domingo (20). O suspeito foi preso pela Polícia Militar ao tentar colocar a vítima baleada no próprio carro. Na delegacia, o investigado sorriu, desmonstrando comportamento atípico diante da gravíssima acusação. 

"Durante todo o tempo, ele manteve um comportamento alheio, como se nada tivesse acontecido. Parecia crer na impunidade e só queria saber que horas ia para casa. No momento da prisão, ele aparentava estar entorpecido, não se sabe se por álcool ou outra substância", disse o delegado Francírio Queiroz, plantonista na delegacia de Campo Maior. 

Testemunhas contaram que o casal namorava há cerca de três anos e brigava constantemente por ciúmes. O delegado acrescenta que a vítima, inclusive, havia registrado ocorrência contra o namorado há dois anos, mas desistiu da representação criminal. 

"As pessoas ouvidas também disseram que antes de efetuar os disparos, ele já tinha ameaçado de atirar na cabeça dela e que as brigas entre os dois eram constantes", completa o delegado que indiciou Breno Ramos por tentativa de feminicídio. 

"Pelas circustâncias, acreditamos que ele queria matá-la. Depois de atirar, ele pegou a vítima e colocou no carro e não sabemos por qual motivo. As pessoas ficaram com receio e acionaram rapidamente a PM para tentar impedir que ela fosse levada. Ele deu um tiro e tentou efetuar outros, mas a arma falhou. A gente percebeu isso porque tinha munição picotada", disse o delegado. 

Material apreendido com o suspeito (Foto: PC-PI)

A Polícia Militar apreendeu com o suspeito um revólver calibre 32 e um punhal. O carro dele também foi apreendido. Na delegacia, o suspeito apenas riu, e se o reservou o direito de permanecer em silêncio. 

Bruno, que é filho de um comerciante em Campo Maior, permanece preso. O flagrante foi comunicado à Justiça e a prisão pode ser convertida em preventiva. 

Isabelly Cristina permanece internada no Hospital de Urgência de Teresina sem previsão de alta. 

 

Graciane Sousa
gracianesousa@cidadeverde.com