Cidadeverde.com

Comércio de Campo Maior sofre sem instituições bancárias

imagem reprodução

Após o prefeito Professor Ribinha, agora foi a vez dos membros da diretoria da Associação Comercial de Campo Maior visitarem a Superintendência do Banco do Brasil e pedir o retorno da agência do BB para a cidade. A instituição e ainda a Caixa Econômica Federal estão fechadas após o ataque de assaltantes na terça-feira passada, 30.04.

Sem o funcionamento das agências de Campo Maior o comercio de Campo Maior amargam prejuízos nas vendas que podem chegar até 70%, segundo o presidente da Associação Comercial João Alves Filho.

A Caixa Econômica Federal já comunicou, após reunião com o prefeito Professor Ribinha, que o banco vai disponibilizar a população de Campo Maior uma agência móvel a partir do dia 13 de maio.

Já o Banco do Brasil comunicou que vai aguardar o parecer o setor de engenharia da Superintendência para saber se abre em um curto prazo a agência bancária, que teve parte de sua estrutura danificada com a explosão de terça, 30.

O parecer do setor do Bando do Brasil será divulgado nessa quarta-feira, 08.05. “Se o prédio não teve a sua estrutura central danificada aí a solução, ou seja, a reabertura da agência será rápida, mas se for ao contrário aí teremos problemas para a sua abertura”, detalha o prefeito Professor Ribinha.   

Fonte: portaldecampomaior