Cidadeverde.com

COVID-19: alternativas educacionais em tempos de pandemia

Durante a quarentena cada um vai se virando como pode. Assisti na TV matérias falando das alternativas que vem surgindo para ocupar o tempo. Algumas pessoas estão se descobrindo artistas com pintura, trabalhos manuais, elaboração de receitas de comidas, aulas sobre hobbys através da gravação de vídeos, abertura de novos negócios, manutenção dos velhos negócios, lives de artistas famosos e não famosos, ou seja, tem de tudo e para todos os gostos.

Uma das alternativas para quem está em casa é mexer no jardim. A Profª Edna Chaves, professora do IFPI, bióloga e nutricionista, doutora em Desenvolvimento e Meio Ambiente, não se fez de rogada: abriu um canal no YouTube e tem compartilhado vídeos que trazem dicas de como cultivar plantas em casa. Uma iniciativa simples, que ocupa parte do tempo da professora, ensinando algo, presta um serviço para pessoas que também gostam das atividades de jardinagem e incentiva a produção de alimentos no quintal. Acompanhe um dos seus vídeos abaixo:

O maior gargalo do Brasil em meio à crise é a divulgação científica de qualidade. São tantas informações que nos atordoam. A filtragem é fundamental. Precisamos traduzir para uma linguagem acessível, sem deixar que o conhecimento científico se perca. Pensando nisso os professores Dr. Fabrício do Amaral (UESPI), Dr. Luciano da Silva Lopes (UFPI), Dr. Juan Gonçalves (UFPB), Dr. Maurício do Amaral (UFPI) e Dr. Guilherme Barroso Langoni de Freitas (UFPI), decidiram enfrentar este desafio: através do YouTube fundaram o canal FarmacoLógicos. Os professores se revezam com aulas sobre aspectos da ciência da Farmacologia, explicando temas relacionados ao combate a Pandemia da COVID-19. No vídeo mais recente há uma aula sobre a Hidroxicloroquina, esta droga que vem sendo falada como uma possibilidade ao tratamento da doença causada pelo novo Coronavírus. Nós já até falamos disso, alguns dias atrás (reveja aqui). Nesta explicação publicada no Canal Farmacológicos o Dr. Luciano Lopes explica detalhadamente sobre esta droga. Vale a pena conferir:

A mente humana é bastante diversificada. “Mas se ao invés de querer assistir aula sobre plantas ou sobre farmacologia eu quisesse aprender a bordar?” Pensou que não tinha alternativa? Tem sim! Luciana Morais, professora de Artesanato (@arte_e_artesania_em_teresina), criou grupos de WhatsApp onde passa, através de pequenos vídeos, aulas sobre diferentes tipos de pontos de bordado.

Luciana Morais (Fonte: Arquivo pessoal)

Como boa parte das suas aulas não podem ser presenciais em razão da pandemia, ela passou a gravar e mandar para suas alunas de trabalhos manuais.

Para você que é estudante e está preocupado com as dúvidas de algumas disciplinas fundamentais para ingresso em cursos da área de saúde, por exemplo, que são bem concorridos, existe a alternativa recente dos irmãos Chicão e Caio Soares. Eles criaram o canal BioBrothers. Através das redes sociais e do YouTube se aventuram em ensinar a mais bela de todas as ciências: a Biologia (tenho algumas suspeições nesta fala)! Eles prometem, no seu vídeo de abertura, oferecer dicas e explicações para quem quiser aproveitar e aprender coisas diferentes, sobre as diferentes ciências que compõem a Biologia.

O mais importante neste momento é usar o tempo livre com alguma coisa que ajude a manter o equilíbrio e a saúde mental. A estratégia de ficarmos em casa está dando certo aqui em Teresina. Saiba que isso tem a nossa participação, quando não nos expomos ao inimigo invisível. Se puder, fique em casa!

Boa semana para todos (as) e até o próximo post...