Cidadeverde.com

Pânico em Esperantina: após fuga de presos, prefeita alerta sobre perigos, mas pede calma

A prefeita de Esperantina, Vilma Amorim (PT), disse que a retomada dos serviços públicos nos postos de saúde e das escolas será discutida, na tarde desta segunda-feira (09), após a chegada do reforço policial na cidade.  A suspensão das atividades ocorreu depois de que 85 presos fugiram da penitenciária no município. A informação é de que até o momento 35 detentos já foram recapturados. Diante da situação, o governador do Estado, Wellington Dias (PT) chegou a decretar situação de emergência no presídio. 

“Vamos retomar alguns dos serviços, mas não na sua totalidade porque não podemos ter prejuízos. Nós vamos aguardar oficialmente sobre quais serviços serão retomados. Estamos iniciando uma conversa com a polícia e vê a região dos serviços que voltarão a atender”, declarou.  

Vilma Amorim ressaltou que a sensação da população é de medo, pois não sabem a identidade daqueles que fugiram e podem estar transitando livremente pela cidade; além do receio de serem vítimas de assaltos.  No entanto, a prefeita pediu que os moradores não entrassem em pânico, pois uma força tarefa está sendo executada para garantir a segurança nas ruas.

“As pessoas estão vivendo uma situação de medo, mas ao mesmo tempo em que temos esse medo existe a segurança de saber que a polícia está no local. Diante disso tomamos a iniciativa de fazer com que hoje não houvesse aula e o não funcionamento de uns postos de saúde devido o deslocamento tanto dentro da cidade como na zona rural. Esse deslocamento de certa forma ainda é um perigo. A gente quer alerta a população que não precisa ter esse medo todo, pois a situação tá sendo controlada e sendo tomada à normalidade”, comentou a prefeita em entrevista ao Jornal do Piauí.  

A fuga ocorreu durante o último final de semana, sendo que mais de 80 % da estrutura da penitenciária foi destruída durante a rebelião. Alguns dos presos que não fugiram precisaram ser transferidos para outras penitenciárias. 

“Com o reforço policial temos uma tranquilidade maior e nós precisamos passar essa tranquilidade. Na medida em que nós temos essa sensação de medo à população também fica em pânico. O que podemos dizer é que a situação está sendo controlada, a polícia já está aqui para garantir essa tranquilidade”, reforçou a gestora. 

O coordenador de operações da Polícia Militar, coronel Alberto Menezes, está em Esperantina. Ele informou que equipes foram enviadas para reforçar o policialmente principalmente nas ruas, tanto na zona urbana como na rural, e na recaptura dos foragidos. 

Uma reunião vai ser realizada na tarde de hoje para reforçar e traçar um plano de segurança para o município. 

Números

A Polícia Militar divulgou dois números para que a população ajude com informações sobre foragidos: (86) 9 8165 7542 ou (86) 9 8858 1332 

Mais informações

Presos invadem pavilhão vizinho e ferem 3 detentos em Esperantina

Após rebelião, governador decreta emergência na Penitenciária de Esperantina

Dezenas de presos fogem com rebelião em presídio de Esperantina

Após nova fuga, população vive clima de "pânico" e escolas suspendem aulas em Esperantina


Carlienne Carpaso
carliene@cidadeverde.com