Cidadeverde.com

Homem invade o Hospital de Floriano e mata paciente com tiro na cabeça

Foto: Ascom Sesapi

Um homem identificado como Raul Marques de Santana,31 anos, foi assassinado dentro do Hospital Regional Tibério Nunes, em Floriano, na madrugada desse sábado (11). Ele estava internado em uma das enfermarias da unidade de saúde quando um atirador invadiu o local e efetuou um tiro na cabeça dele.

O delegado Danilo Barroso, da Delegacia da Polícia Civil de Floriano, informou ao Cidadeverde.com que Raul estava internado no hospital desde a última quarta-feira (8) após sofrer uma tentativa de homicídio na cidade de Avelino Lopes. 

A polícia vai apurar a informação de que a vítima tem ligação com a facção Primeiro Comando da Capital (PCC).  O delegado Danilo afirma que ainda não tem uma linha de investigação sobre a motivação do assassinato. A tese mais forte é de execução relacionada ao histórico criminal de Raul.

"Ele [Raul] tem passagem por tráfico de drogas e latrocínio. Mas ainda vamos investigar a motivação", disse o delegado.

O autor do disparo entrou no hospital 4 h da madrugada após supostamente burlar a segurança da unidade de saúde. As informações são de que todos os pacientes da enfermaria dormiam no momento que o tiro foi efetuado, inclusive a vítima. Todos ficaram assustados com o crime.

Após o crime, o atirador fugiu e ainda não há informações sobre sua identidade. Funcionários do hospital e ocupantes da enfermaria devem prestar depoimento à Polícia Civil. Imagens de câmeras de segurança do lado externo do hospital devem auxiliar as investigações.

Em nota enviada ao Cidadeverde.com, o Hospital Regional Tibério Nunes afirma que a invasão não se deu por nenhuma das portas de acesso da unidade de saúde e garante que vai contribuir para que o caso seja esclarecido. 

Veja nota na íntegra


Viemos através desta nota, informar que o paciente: 
Raul Marques de Santana, 31 anos, deu entrada nesta rede hospitalar, oriundo da cidade  de Avelino Lopes. Raul, foi vítima de disparo de arma de fogo, sendo admitido pela equipe médica, onde   realizou dia(8), uma laparotomia exploradora devido perfurações em abdômen. Seguia no segundo dia de pós-operatorio em enfermaria quando na madrugada do dia (11), um elemento não identificado  invadiu à ala "A" e disparou um tiro na cabeça com morte imediata. Se evadindo do local do crime de forma planejada pelos fundos, fora do alcance da segurança do Hospital. Reafirmamos que a invasão não se deu por nenhuma das portas de acesso. Diante deste lamentável episódio, o Hospital Regional Tibério Nunes, se coloca à disposição para ajudar nas investigações e reafirma que está buscando deixar todo o hospital monitorado com câmeras 24h, além de organizar o fluxo de entrada e saída com pulseiras e lista nominal. Medidas que também foram adotadas em forma de proteção à vida dos nossos profissionais. Por fim, reafirmamos que não  mediremos esforços para que tudo seja esclarecido da melhor forma. 

 


Izabella Pimentel
[email protected]