Cidadeverde.com

Portadores de Fibromialgia tem direito a estacionamento e acesso a filas prioritárias

Foi publicado, na semana passada, decreto municipal que estabelece benefícios aos portadores de fibromialgia residentes no município de Floriano. De acordo com a lei, sancionada pelo prefeito Joel Rodrigues, fica regulamentada a possibilidade dos portadores da doença estacionarem em vagas destinadas a pessoas idosas, além de ter acesso às filas prioritárias em estabelecimentos públicos e privados. “A cidade já tem no seu calendário municipal um dia especifico para conscientizar e divulgar informações sobre a doença. No dia 12 de Maio, o poder executivo realizará uma série de atividades como palestras, debates e aulas e seminários para discutir a fibromialgia", disse James Rodrigues, secretário de Saúde de Floriano.

A autorização para estacionamento será emitida pela Superintendência Municipal de Trânsito. Esse requerimento será possível através de documentos pessoais e atestado médico que comprove o diagnóstico da doença. Segundo o decreto, fica permitido ainda ao portador de fibromialgia com posse da carteira da Associação Nacional de Fibromiálgicos e Doenças Correlacionadas, o acesso às filas prioritárias de estabelecimentos públicos e privados, como por exemplo:

- agências bancárias;
- lotéricas;
- empresas públicas e concessionárias;
- repartições públicás da administração direta e indireta.

O que é a fibromialgia?

A fibromialgia é uma doença silenciosa e não detectável em exames laboratoriais, e muitas vezes é encarada como um transtorno apenas psicológico, mesmo quando as dores constantes geram até depressão no doente. O quadro é ainda pior quando o doente sofre com a descrença e desconfiança de quem está ao seu redor, ou que duvidam da legitimidade da condição.

No Brasil, as causas da fibromialgia ainda não estão claras, mas por definição, é um distúrbio de dor e sensibilidades crônicas e generalizadas. Ela é tipicamente presente em mulheres jovens ou de meia-idade (cerca de 80% dos casos), mas pode afetar qualquer pessoa. Os principais sintomas são:

- Dor persistente e sensibilidade que se espalham pelo corpo todo, principalmente pelo crânio, tórax e coluna vertebral;
- Rigidez corporal;
- Fadiga (Sono fragmentado e sono não-restaurador);
- Dificuldades cognitivas;
- Ansiedade e/ou depressão;
- Comprometimento das atividades diárias

Da Redação
[email protected]