Cidadeverde.com

Floriano: reunião define medidas contra pandemia após aumento de casos

O prefeito de Floriano, Joel Rodrigues, se reuniu na tarde desta quarta-feira, 27, com secretários e os diretores de Epidemiologia e de Vigilância Sanitária, para discutir o atual painel epidemiológico de Floriano, no mês de janeiro.

A diretora de Epidemiologia do Município, Miléssia Mousinho, mostrou que, no levantamento até 25 de janeiro, foram registrados 409 casos em Floriano, já com uma curva subindo em relação a dezembro, quando foram confirmados 323 casos. Essa curva vinha caindo logo depois de agosto de 2020 quando houve o pico no número de casos e voltou a subir agora em janeiro.

O número de atendimentos na Unidade de Referência para Síndromes Gripais também cresceu nos últimos dias: já são 2.675 em janeiro, número que deve superar dezembro, quando foram realizados 3.050 atendimentos. Para o secretário de Saúde, James Rodrigues, uma preocupação a mais é que praticamente metade dos testes RT-PCR estão dando resultado positivo para covid 19, o que mostra o vírus plenamente ativo na cidade.

Em janeiro houve uma morte, mas há uma preocupação com o aumento de casos, que pode gerar também a gravidade da doença, mais internações e óbitos. Hoje o Hospital Tibério Nunes tem internados, de Floriano, 4 em leitos clínicos e 3 em UTI´s. Floriano já realizou 26.736 testes até agora.

Um ponto positivo de Floriano é a taxa de letalidade, que é de 1,40%, menor que do Piauí (1,93%); de Teresina (2,28%) e do Brasil (2,50%). Com base nos números ficou decidido que um novo decreto será publicado nesta quinta-feira, 28, com regras válidas até 21 de fevereiro.

Segundo o secretário de Governo, Bento Viana, entre as medidas está a suspensão de shows e todo tipo de evento públicos ou privados; os bares poderão ficar abertos até às 23h e não mais até a meia-noite; mantidas as decisões de suspensão do carnaval e confirmado que não haverá ponto facultativo neste período; o consumo de bebidas alcoólicas em vias públicas está proibido. Também ficou decidido que nada muda em relação ao horário de funcionamento do comércio e do shopping.

Sobre as aulas presenciais, ainda haverá uma reunião à parte, com a participação do secretário municipal de Educação, Padre Nylfrânyo Ferreira, para a definição das medidas. Segundo o diretor da Vigilância Sanitária, Jussinaldo Duarte, as fiscalizações serão intensificadas.

“Fazemos um apelo à população, não vamos deixar que nossa cidade siga com o aumento do número de casos, evite as aglomerações, intensifique o uso da máscara, do álcool em gel e da higienização correta, mantenha o distanciamento necessário e saia o mínimo de casa”, disse Joel Rodrigues.

Da Redação
[email protected]