Cidadeverde.com

Agentes abortam tentativa de fuga em massa através de buraco na penitenciária Vereda Grande

  • 20151203074223.jpg Divulgação / Sinpoljuspi
  • 20151203074221.jpg Divulgação / Sinpoljuspi
  • 20151203074221_(4).jpg Divulgação / Sinpoljuspi
  • 20151203074221_(3).jpg Divulgação / Sinpoljuspi
  • 20151203074221_(1).jpg Divulgação / Sinpoljuspi

Os agentes penitenciários evitaram a fuga de cerca de 31 presos da penitenciária de Vereda Grande em Floriano, município a 244 km de Teresina. A ação ocorreu por volta das 20h50 desta quarta-feira (02) quando os presos tentavam escapar por um buraco cavado na cela 16 pavilhão C.

De acordo com Kleyton Holanda, diretor do Sinpoljuspi, com os detentos foram encontrados barras de ferro, feitas com vergalhões retirados da parede. 

"Os agentes penitenciários ouviram barulhos e mesmo com apenas cinco agentes de plantão e sem armas eles conseguiram evitar a fuga e deter os 31 presos que moravam, nessa cela", explicou o diretor.

Segundo Kleyton, a cela tem capacidade para apenas 12 detentos, e é reflexo da superlotação da própria unidade, que tem capacidade para 157 presos e já soma 300. Outro ponto para o qual Kleyton ressalta, é o material do qual são feitas as paredes do presídio. 

"A estrutura deveria ser de concreto e descobrimos por esse buraco que é de tijolo. Isso mostra uma falta de consideração e sentido pois estamos apontando soluções e vários relatórios e nada é feito", ressaltou.

Indicativo de greve

O diretor afirma que há um indicativo de paralisação dos agentes penitenciários ainda em 2015, segundo ele, nesta sexta-feira (4) será publicada uma ata de assembleia geral que irá discutir a paralisação. "Já que o Estado não cumpre as próprias leis vamos fazer um movimento para que o agente possa trabalhar de forma digna", concluiu.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com