Cidadeverde.com

Bando explode carro forte a caminho de Floriano e leva todo o dinheiro

  • f555dec3-4d62-448b-9119-6aea70ff9868.jpg
  • ac73d7d1-73b6-4def-ba45-14ab62958ae0.jpg
  • a44c7b1d-466a-4069-aed0-3999f3880d24.jpg
  • 756ac889-43d7-44b7-a1fb-053cb84d9605.jpg
  • 70fcd0a2-a009-4955-bd5b-6d6a7ecacdb4.jpg
  • 51f44fcf-3286-4817-b832-0df035db7ff2.jpg
  • 3a34176a-ab0c-4063-aaa2-7994aaca35a8.jpg
  • 3a7233d3-115f-4a9b-ba12-79a37719d7c2.jpg

Um bando formado por pelo menos quatro pessoas explodiu um carro-forte da empresa Servisan na localidade Dois Irmãos, no município de São João dos Patos, no Maranhão. O veículo seguia em direção à Floriano quando foi interceptado pelos bandidos que renderam o motorista e um segurança e o explodiram usando dinamite, as margens da rodovia, a cerca de 60 km do destino final. 

O comandante da Polícia Militar de Floriano, coronel Lisandro Honório, enviou uma equipe da força tática para apoiar a PM do Maranhão na ação. "Vários indivíduos pararam o carro-forte usando um fuzil e armas de alto calibre, renderam o motorista e o segurança, e explodiram o veículo. Em seguida, eles fugiram levando todo o dinheiro em uma Pajero preta com direção à Guadalupe", explicou o coronel.

Segundo o comandante, no caminho de Guadalupe os bandidos mudaram a rota e retornaram para São João dos Patos. Em uma localidade próxima da cidade, o carro foi queimado e os bandidos seguiram em outro veículo não identificado. "No local onde eles pararam há algumas câmeras de segurança e no chão ficaram rastros de calçado feminino, então talvez haja uma mulher no grupo", completou o policial.

Os funcionários, vítimas da emboscada, relataram à Polícia que os criminosos, mesmo estando todos encapuzados, provavelmente não são da região por conta do sotaque, e tem um porte físico alto. 

A Polícia de Floriano reforçou as diligências até o anoitecer desta sexta-feira (18), mas até o momento nenhum bandido foi preso. A quantia levada pelos criminosos também não foi divulgada. A Polícia do Maranhão já recebeu reforço e agora segue as diligências à procura do bando.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com