Cidadeverde.com

Homem esfaqueia a irmã e mata o irmão a facadas em Floriano

Celso dos Santos de Aquino, 51 anos e aposentado, matou o irmão - David dos Santos de Aquino, 39 anos, estivador - a facadas e atingiu com um golpe de faca a irmã Lúcia Maria dos Santos de Aquino, 34 anos. Os crime aconteceram no bairro Matadouro, em Floriano, nessa terça-feira (8). De acordo com o escrivão de Polícia Civil da cidade, Heraldo Freitas, o suspeito foi preso em flagrante e chegou a ameaçar os policiais. 

Segundo depoimento de Lúcia à polícia, Celso saiu de casa às 10h com a arma do crime e foi até um bar, onde consumiu bebida alcoólica por algumas horas. Por volta das 15h, ele foi até a casa da irmã e a agrediu. 

"Ela conta que ele sentou ao lado dela sem falar nada, tirou a faca da cintura e tentou acertá-la com uma facada no pescoço. Ela conseguiu desviar e foi atingida no músculo trapézio [no ombro]. De lá, ele foi até a casa que era dos pais deles e esfaqueou o irmão, que morreu no local", informou.

Davi dormia em uma rede em um dos quartos da casa. Ele foi atingido na região do abdômen com quatro a cinco facadas. O suspeito foi encontrado em casa por policiais militares encarregados de fazer as buscas. Ele estava com a arma do crime e fez ameaças à polícia. 

"Assim que os policiais chegaram, ele desafiou a polícia, disse que ninguém iria entrar na casa dele, ninguém iria prendê-lo. Ele chegou a passar a faca no chão, como fazendo uma ameaça", relatou. 

O escrivão informou que o homem será transferido ainda hoje para a penitenciária Vereda Grande, em Floriano. Em depoimento, o suspeito relatou não lembrar o que tinha feito.

"Ele disse que não sabe o que fez, que não lembra porque estava muito bêbado. Mas sabemos que ele já costuma beber e nunca tinha feito isso antes. Não existe também relato de possível insanidade mental, então fica caracterizado o motivo fútil para o cometimento do crime. Depois de algum tempo, ele disse que se desentendeu com o irmão por conta do portão da casa, que um queria deixar aberto e o outro, fechado", declarou. 

 

Maria Romero
redacao@cidadeverde.com