Cidadeverde.com

Projeto que luta para o fim do preconceito contra à classe LGBT chega a Floriano

Durante toda a manhã desta terça-feira (8) profissionais que atuam no CRAS (Centro de Referência e Assistência Social) e CREAS (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), participaram do Projeto Piauí sem LGBTFOBIA.

A ação vem sendo desenvolvida desde o ano passado através de um convênio firmado entre a Secretaria Estadual de Assistência Social e o Governo Federal.

As palestras foram ministradas por três profissionais da SASC.

A Coordenadora de Enfrentamento LGBT, Josiane Borges, o Coordenador do Centro de Referência LGBT, Victor Koslovski e a Secretária Executiva do centro de Referência LGBT.

O objetivo do trabalho é levar conhecimento sobre as legislações vigentes, políticas públicas implantadas e ampliar o diálogo sobre a promoção da defesa e da cidadania da população de lésbicas, gays, bissexuais, transexuais e travestis, para que seja aprimorada a prática de acolhimento e assistência a esse público.

Dez municípios já receberam a equipe da SASC, a meta é chegar a 15, finalizando o cronograma de informações. 

A ideia é também amenizar o preconceito e aproximar a população LGBT dos serviços oferecidos pelo CRAS e CREAS.

Fonte: Ascom