Cidadeverde.com

Vídeo flagra pacientes no chão e revela superlotação no hospital de Floriano

Um vídeo feito dentro do Hospital Regional Tibério Nunes revela a situação de superlotação no Hospital de Floriano, município a 244 km de Teresina. O vídeo exibido no Jornal do Piauí desta segunda-feira (12) mostra que pacientes aguardam atendimento como podem espalhados pelos corredores do hospital. Há pessoas em colchões, cadeiras e até mesmo em panos estendidos no chão do hospital.

O vídeo circulou nas redes sociais neste final de semana e provocou um posicionamento da direção do hospital que admitiu a superlotação na assistência hospitalar e afirma que ela é causada pela grande demanda de pacientes, que vêm tanto do Piauí, como do Maranhão.

Segundo a direção, são mais de 150 municípios atendidos pelo Hospital, o que equivale a cerca de 17 mil procedimentos por mês, entre consultas, exames e cirurgias. Nas palavras do superintendente de Assistência, da Secretaria de Estado da Saúde, médico Alderico Tavares, Tibério Nunes é “o HUT do interior do Estado, tanto pela resolutividade como no número de atendimentos realizados”.

Em nota enviada a imprensa o hospital reforça que somente os casos onde o Hospital não é referência é que são encaminhados à capital, o que é em torno de 5% do total de atendimentos.

"O prédio é uma construção antiga, de campanha, mas que há décadas está em atividade. Há solução? Sim.  Reafirmamos nosso compromisso em trabalhar para atender a todos que buscam assistência médica-hospitalar e em outra ponta, atuamos administrativamente para que possa ser iniciada a licitação de um novo Hospital, ações pontuais e de longo prazo para que se possa garantir uma saúde para todos", diz a nota do hospital.

Ainda segundo a direção da unidade o secretário de Saúde, Florentino Neto, em reunião com a equipe da Caixa e parlamentares e senadores eleitos, apresentou o projeto de reforma e ampliação do Hospital, que vai dobrar o número de leitos. Em análise na Caixa, a obra tem parte dos recursos garantidos por emenda do deputado federal Assis Carvalho e, de acordo com os técnicos do banco, o projeto executivo está em fase final de analise para que no primeiro semestre de 2019 aconteça  o processo licitatorio.

Rayldo Pereira
rayldopereira@cidadeverde.com