Cidadeverde.com
Política

Candidatos falam direto com eleitor no fim do debate da Cidade Verde

Imprimir
Discussões com tema livre, confrontos acirrados, denúncias e vários pedidos de direito de resposta. Faltando poucos dias para as eleições municipais, a TV Cidade Verde promoveu nesta terça-feira (2) mais um debate com os candidatos a prefeito de Teresina. Os sete postulantes ao principal cargo da cidade encerraram sua participação falando diretamente com o eleitor, em uma das últimas oportunidades de pedir o voto do teresinense no dia 7 de outubro. 

Fotos: Yala Sena/Cidadeverde.com

Maklandel Aquino (PSOL) pediu que o eleitor avaliasse as administrações da capital. "Gostaria que os teresinenses fizessem uma reflexão. Como você tem votado nos últimos anos? Será que tem repercutido em uma mudança na sua vida? Tem repercutido na educação dos seus filhos, na saúde pública do seu bairro?" questionou. Ele pediu a confiança de quem teve "direitos negligenciados" para fazer uma "revolução através do voto".


Vasconcelo Pinheiro (PCB) disse representar o sofrimento do teresinense. "Eu não sou mamulengo de ninguém: de empresários, de famílias, de qualquer um conchavo político em Teresina", disse o candidato, prometendo abrir a administração municipal ao povo. "Eu vou romper com esse sistema e vou levar o povo para o poder com os conselhos populares. Doa a quem doer", arrematou. 


Wellington Dias (PT) lembrou que a propaganda eleitoral acaba na próxima quinta-feira. Segundo o petista, os humoristas vão para casa e os ataques acabam. "Sobra a responsabilidade de tomar uma decisão, e uma decisão que pode mudar para melhor ou para pior a vida de muita gente". O candidato afirmou não se conformar com o crescimento acanhado da capital. "Podemos mudar Teresina, fazer com que Teresina possa acompanhar as mudanças".  


Daniel Solon (PSTU) aproveitou a oportunidade para fazer campanha de filiação, defendendo pertencer a "um partido que não aparece apenas nas eleições, está cotidianamente nas lutas". Convidou simpatizantes da sila para a festa "Vote 16", na quinta-feira, às 20h, na sede do partido. Forneceu o telefone (86) 8843 6272 para informações. "Você que está cansado de promessas, vamos dizer não ao esquema dos dois candidatos que representam os ricos".


Firmino Filho (PSDB) voltou a afirmar que fez muito em suas gestões com prefeito e criticou Elmano Férrer. "Ele está como prefeito porque nós fizemos antes". O tucano pediu ao eleitor um exame das opções postas na urna. "Nós defendemos um jeito de administrar que tem compromisso com os que mais precisam. (...) Nós queremos uma prefeitura a serviço do povo ou a serviço dos ricos e dos poderosos?", declarou. 


Elmano Férrer (PTB) colocou seu nome para julgamento do teresinense. "Entrego em suas mãos para ser julgado por todos. Julgado a partir de uma avaliação por tudo o que fizemos em tão pouco tempo. (...) Quero ser avaliado, quero ser julgado. Entrego em suas mãos a decisão de continuar por mais quatro anos", disse o candidato à reeleição, que agradeceu a Deus pela luz para perceber os problemas e energia e força para enfrentá-los. 


Beto Rego (PSB) agradeceu a Deus e todos que acreditaram em sua candidatura como realmente popular. Para ele, Teresina foi abandonada por "raposas" da política e precisa de alguém que sempre ouviu as reclamações e pedidos de melhorias da sociedade, com amor por Teresina. "Temos a consciência de que podemos fazer isso porque amamos a nossa cidade e queremos retribuir a Teresina essa força que ela nos deu". 


Matérias relacionadas

Fábio Lima
Imprimir