Cidadeverde.com
Geral

Polícia Militar aborta princípio de motim na Casa de Custódia

Imprimir
A direção da Casa de Custódia acionou a Tropa de Choque da Polícia Militar do Piauí para controlar princípio de motim, registrado na manhã desta segunda-feira (21), no pavilhão F do presídio. Colchões foram queimados em protesto a uma restrição imposta aos presos.


“No sábado, durante uma vistoria, descobrimos que eles conseguiram arrancar uma estrutura de ferro de dois metros e que a estavam guardando. Pedimos a barra e eles não entregaram. Então, a visita de familiares foi suspensa”, explica Dênis Marinho, diretor da Custódia.

Para garantir segurança, policiais estão de plantão no presídio. Os militares vão ficar por 24 horas no local. No pavilhão F ficam reclusos condenados por assaltos e homicídios. Para o diretor da unidade, o setor concentra maior número de problemas do presídio.

“Achamos conveniente a sanção devido a falta de atenção com os diretores. Uma barra dessas pode ser utilizada em qualquer situação. Antes de tudo, queremos reaver a barra de ferro. Deixar lá dentro é um perigo iminente”, analisa Dênis Marinho.

Lívio Galeno
Imprimir